Tribunal manteve, por decisão unânime, decisão que havia tomado no último dia 16: multa de R$ 500 e eliminação para clube goiano e suspensão de 24 jogos para massagista

Massagista do Aparecidense impede gol do Tupi em jogo da Série D do Campeonato Brasileiro
Reprodução
Massagista do Aparecidense impede gol do Tupi em jogo da Série D do Campeonato Brasileiro

O STJD (Superio Tribunal de Justiça Desportiva) confirmou nesta quinta-feira a exclusão da Aparecidense, de Goiás, da Série D do Campeonato Brasileiro. Desta forma, o Tupi, de Minas Gerais, está garantido nas quartas de final da quarta divisão nacional.

O tribunal manteve, por decisão unânime, a decisão que havia tomado no último dia 16: além da eliminação e multa de R$ 500 para o clube goiano, o massagista que invadiu o gramado, Romildo Fonseca da Silva, foi suspenso por 24 partidas oficiais.

O novo julgamento ocorreu por causa de um recurso da procuradoria do STJD, que discordou da exclusão da Aparecidense pelo artigo 250 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva. Nesta quinta, o caso foi enquadrado no artigo 69, já que os auditores julgaram que o massagista não foi elemento neutro.

O episódio que culminou nas sanções aconteceu no último dia 7, na partida de volta pelas oitavas de final da Série D. O massagista invadiu o campo e fez duas "defesas", impedindo o que seria o gol da classificação do Tupi aos 42 minutos do segundo tempo da partida que terminou empatada em 2 a 2.

O confronto entre Tupi e Mixto-MT, pelas quartas de final da competição, agora está confirmado, mas sem data definida. Quem se classificar no duelo garantirá o acesso à Série C do Campeonato Brasileiro, juntando-se a Juventude, Salgueiro e Botafogo-PB, que já estão confirmados na semifinal da competição e na terceira divisão de 2014.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.