Zico, Adílio e Júnior foram alguns dos "avalistas" do técnico, efetivado pela diretoria antes do clássico com o Flamengo

Jayme de Almeida foi efetivado antes do clássico com o Botafogo
Alexandre Vidal/Fla Imagem
Jayme de Almeida foi efetivado antes do clássico com o Botafogo

Diretamente do Catar, onde trabalha como técnico do Al Gharafa, Zico usou as redes sociais para mostrar seu apoio. Por e-mail, deu o aval que Wallim Vasconcellos, vice-presidente de futebol do Flamengo , queria ouvir. Júnior fez o mesmo ao ser consultado pelo dirigente. No Maracanã, que recebeu o duelo com o Botafogo na úultima quarta-feira, Adílio, Claudio Adão, Júlio César e Leandro estavam presentes. É com o apoio de ídolos rubro-negros que começa a era do antes técnico interino Jayme de Almeida, efetivado até o fim do ano no cargo deixado por Mano Menezes.

Comente esta notícia com outros torcedores

"É legal passar a vida inteira no esporte e fazer amizades. Gratificante ver Leandro, que mora em Cabo Frio, e veio. Adílio, Júlio César e Cláudio Adão também. Vieram quatro representando os outros. É muito legal esse apoio, me deu mais força e me deixou muito emocionado. Ainda mais com o telefonema do Zico (que o parabenizou pela efetivação antes do jogo). Sou um cara muito emotivo e isso me dá forças. Essas amizades fortes no futebol me dão orgulho - disse Almeida após o clássico com o Botafogo.

Veja galeria de fotos com casos recentes de técnicos interinos:


Integrante da comissão técnica rubro-negra, Almeida, de 60 anos, ex-zagueiro e filho de Jaime, que também fez carreira pelo clube carioca como jogador, é mais uma aposta dentro de uma tendência "criada" pelo próprio Flamengo: o de técnicos interinos que viram solução quando um nome de peso tem o trabalho interrompido e a missão de conduzir a equipe precisa cair no colo de alguém.

Filho de ídolo do Fla, Jayme de Almeida tenta superar fama de ‘tampão’ do pai

Utilizar interinos-efetivos já rendeu duas conquistas nacionais ao Flamengo. Em 1987, Carlinhos assumiu o time após a saída de Antônio Lopes e chegou ao título da Copa União. Em 2009, Cuca deixou o comando e a missão foi repassada a Andrade, que faturou o Campeonato Brasileiro. No ano seguinte, porém, ele foi demitido e outro "tampão" assumiu: Rogério Lourenço, que não se manteve no cargo por muito tempo.

Mano nega atrito com diretoria e elenco do Flamengo e reforça 'motivo técnico'

No Brasileiro deste ano, a realidade do Flamengo é muito mais fugir do rebaixamento do que ser campeão. No entanto, segue na disputa da Copa do Brasil, e uma vitória simples sobre o Botafogo basta para se garantir na semifinal. Manter essa possibilidade de título é um dos pilares de Almeida para seu trabalho ganhar confiança.

Além do Flamengo, outro clube da Série A está apostando em técnico interino atualmente: o Santos com Claudinei Oliveira. O Coritiba, que perdeu Marquinhos Santos na última terça-feira, deve ser comandado por Marcelo Serrano enquanto não encontrar um substituto.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.