"Campeão de tudo" na Europa atuou 54 vezes em 2012/13, enquanto Corinthians vai fechar setembro com 60 partidas no ano. Levantamento inclui Séries A e B

Contra o Cruzeiro, Corinthians fez 58º jogo no ano
ALE CABRAL/Gazeta Press
Contra o Cruzeiro, Corinthians fez 58º jogo no ano

No momento em que são discutidas alternativas para tornar o calendário do futebol nacional menos desgastante , setembro parece ser o período que melhor ilustra a sobrecarga sobre os times que disputam as Séries A e B do Brasileirão. Até esta quarta-feira (25), 21 agremiações já haviam rompido a barreira dos 50 jogos oficiais em 2013. Quando estiverem concluídas as rodadas deste fim de semana, treze equipes das duas divisões fecharão o mês com, no mínimo, 55. Em nove meses, terão entrado em campo mais vezes do que o Bayern de Munique, vencedor de quatro torneios na Europa na temporada 2012/13 após 54 partidas.

Comente esta notícia com outros torcedores

Isso porque a Alemanha ainda tem um calendário mais suave em relação a outras ligas europeias. Entre agosto de 2012 e maio de 2013, o Bayern sagrou-se campeão nacional após 34 rodadas (18 clubes disputam a primeira divisão, enquanto 20 jogam a Série A no Brasil), foi seis vezes a campo para vencer a Copa da Alemanha (confrontos em jogo único) e fez 13 duelos para conquistar a Liga dos Campeões, além de um embate único na decisão da Supercopa da Alemanha.

O Chelsea, por exemplo, atual campeão da Liga Europa e vice do Mundial de Clubes, realizou 69 partidas na temporada 2012/13 valendo oito troféus, entre eles o Campeonato Inglês, com 20 clubes, duas ligas nacionais - Copa da Inglaterra e Copa da Liga Inglesa - e duas disputas em jogo único: Community Shield e Supercopa da Europa. Dos 21 times brasileiros com mais de 50 jogos em 2013, dez irão empatar ou ultrapassar o Chelsea no fim do ano com os compromissos já garantidos por Brasileirão, Copa do Brasil ou Sul-Americana.

Federação dos Atletas quer organizar greve nas rodadas finais do Brasileirão

O Corinthians lidera o ranking dos clubes que mais jogaram em 2013, com 58 partidas, uma a mais do que o São Paulo. Com os dois compromissos na semana - nesta quarta, diante do Grêmio, e domingo, contra a Portuguesa -, chegará a 60 jogos no fim de setembro. Ano passado, quando conquistou a Libertadores e o Mundial, a equipe paulista entrou 76 vezes em campo.

Caso và à final da Copa do Brasil, o Corinthians fecharia 2013 com 79 partidas disputadas, mais do que no ano passado. No entanto, pode ser superado pelo São Paulo, com chances de computar 80 aparições na temporada se chegar à decisão da Copa Sul-Americana.

Líder do Campeonato Brasileiro , o Cruzeiro não figura entre os 20 que mais atuaram em 2013, e fechará setembro com 46 partidas. Até dezembro chegará a 60, pois disputa apenas uma competição até o fim da temporada ( abaixo, o gráfico com os clubes que mais atuaram no Brasil ao fim de setembro ).

Os 20 times brasileiros com mais jogos em 2013

Já computados os jogos que cada um fará até o fim de setembro

Gerando gráfico...
futdados.com


Longe da reivindicação

Na última sexta-feira, a CBF divulgou um  comunicado sobre o calendário do futebol brasileiro em 2014 , prevendo o início dos estaduais para 12 de janeiro. Como o Brasileirão termina em 8 de dezembro, os clubes teriam pouco mais de um mês entre um torneio e outro, apertando ainda mais as datas para pré-temporada, sendo que os jogadores precisam ter 30 dias de férias. A entidade justificou que a paralisação para a Copa do Mundo, entre junho e julho, poderia ser usada para dar novo descanso aos atletas.

Goleiro do Palmeiras espera que movimento de atletas mude calendário 'sem nexo'

A medida gerou revolta e motivou a criação do Bom Senso FC, grupo de 75 jogadores das Séries A e B, que pede reunião com a CBF para rediscutir o formato do futebol nacional. A reivindicação principal é a adequação do calendário brasileiro ao europeu, além de evitar que os clubes façam mais do que sete jogos por mês.

Setembro, escolhido pela CBF para cumprir boa parte dos jogos adiados no Brasileirão, também ilustra o quanto essa realidade ainda é distante. Dos 20 times da Série A, apenas dois, Fluminense e Portuguesa, fizeram sete partidas neste mês. Internacional e São Paulo foram os que mais entraram em campo no período: dez - média de um jogo a cada três dias.

Veja fotos de jogadores que pediram reunião para a revisão do calendário:


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.