Equipe pernambucana deixa de lado por ora a briga por uma vaga na Série A para disputar a competição continental

Lutando para retornar à Série A do Campeonato Brasileiro, o Sport volta suas atenções neste meio de semana para a Copa Sul-Americana. A equipe comandada por Geninho, que eliminou o arquirrival Náutico na eliminatória nacional, enfrenta nesta quarta-feira o Libertad, pelas oitavas de final da competição internacional. O jogo de ida será disputado no estádio do Sportivo Luqueño, na cidade de Luque, distante 15 quilômetros da capital do Paraguai, Assunção.

Comente esta notícia com outros torcedores

Além das dificuldades impostas pelo adversário, que disputou todas as edições da Copa Libertadores de forma ininterrupta desde 2003, o frio e as condições ruins do gramado onde a partida será disputa terão de ser superados pelos jogadores do Sport.

"Saímos de uma temperatura até boa em São Paulo e pegamos um frio forte aqui em Assunção. Amanhã deverá estar mais frio. Algo bem parecido com o dia do jogo, que será à noite. Mas nada que possa nos atrapalhar", garante o meia Lucas Lima.

Em relação à equipe, o técnico Geninho tem dois problemas certos. Pery, suspenso, e Camilo, que ficou no Brasil para resolver problemas particulares, desfalcam a equipe. Vinicius Simon e Felipe Azevedo, que deixaram a partida contra o Palmeiras reclamando de dores, viajaram, mas o zagueiro é dúvida.

Geninho ainda estuda promover algumas mudanças por opção. A principal delas seria a entrada do boliviano Chumacero no meio de campo.

"Venho treinando duro há um bom tempo. Vamos aguardar o professor, mas quero ajudar a equipe independentemente do tempo que atuar. Vou ajudar o Sport nem que seja como intérprete, na beira do gramado", disse Chumacero.


* Com Gazeta

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.