Após cinco jogos, atacante brasileiro sofreu 23 faltas, enquanto o argentino foi derrubado sete vezes pelos advesários

Neymar fica no gramado depois de levar falta em jogo pelo Barcelona
Alberto Saiz/AP
Neymar fica no gramado depois de levar falta em jogo pelo Barcelona

O início de trajetória de Neymar no futebol europeu tem sido, acima de tudo, um teste de paciência para o atacante. Passadas cinco rodadas do Campeonato Espanhol, o brasileiro foi o alvo preferido dos adversários do Barcelona até o momento: sofreu 23 faltas contra Levante, Málaga, Valencia, Sevilla e Rayo Vallecano.

Comente esta notícia com outros torcedores

Comparado com outros jogadores do Barcelona, Neymar levou três vezes mais entradas faltosas do que Messi, Iniesta e Pedro, todos com sete.

A estreia de Neymar na Liga dos Campeões, no entanto, foi bem menos dolorosa. Nos 72 minutos em que ficou em campo na vitória por 4 a 0 diante do Ajax, o atacante sofreu apenas uma falta das dez cometidas pelos holandeses.

A habilidade de Neymar tem motivado o ímpeto agressivo dos rivais, o que ficou claro, por exemplo, na partida contra o Málaga. O brasileiro entrou em campo aos 17 minutos do segundo tempo e levou até uma cabeçada de Jesus Gomez, "vítima" de uma pedalada e uma bola entre as pernas.

Sobram infrações sofridas, mas ainda faltam gols. Acostumado às primeiras posições na tabela de artilheiros no Brasil, Neymar marcou apenas uma vez pelo Barcelona, na final da Supercopa da Espanha, contra o Atlético de Madrid. Está zerado no Campeonato Espanhol, mas já deu quatro assistências no torneio.

Confira classificação, tabela de jogos, artilharia e notícias do Campeonato Espanhol

Fugir da truculência adversária não é novidade para o jogador, acostumado a ser muito visado quando atuava no Brasil. No Paulistão deste ano, última competição completa que disputou pelo Santos antes de se transferir para o Barcelona, Neymar sofreu 114 faltas em 18 partidas - média de 6,3 por jogo. No Brasileirão de 2012, foram 116 em 17 confrontos (6,8 por duelo). Apenas Rhayner, na época jogador do Náutico, apanhou mais (130).

Neymar também passou apuros recentemente pela seleção brasileira. No último amistoso, contra Portugal, em Boston (EUA), sofreu marcação pesada, com direito a cotovelada de Bruno Alves e bate-boca com Pepe. Mesmo assim, o atacante fez uma de suas melhores partidas pelo Brasil e, com gol, liderou a vitória por 3 a 1.


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.