Cruzeiro tem 85% de chance de título, e Corinthians está mais para degola que G4

Por iG São Paulo |

compartilhe

Tamanho do texto

Vice-líder Botafogo tem apenas 7% de chance de ser campeão e 87% de se classificar para a Libertadores. Corinthians tem 4% de chance de Libertadores e 8% de Série B

Yuri Edmundo/Gazeta Press
Cruzeiro, de Julio Baptista, é favorito ao título do Brasileirão

Há sete rodadas na liderança do Brasileirão, o Cruzeiro não se sente ameaçado na luta pelo título da competição. Pelo menos essa é a projeção dos matemáticos. De acordo com o site Infobola, do matemático Tristão Garcia, o time celeste tem 85% de ser campeão contra apenas 7% do Botafogo, segundo colocado, seguido por Atlético-PR e Grêmio com 5% e 3%, respectivamente.

Quem será o campeão do Brasileirão? Deixe o seu recado e comente com os outros leitores

O Cruzeiro chegou à primeira posição na 17ª rodada e desde então não a deixou mais. Com 50 pontos conquistados até aqui, a equipe soma 15 vitórias, cinco empates e somente três derrotas, um aproveitamento de 72%. Desempenho este que coloca o Cruzeiro com 99% de chances de conquistar vaga para a Copa Libertadores no próximo ano.

Com oito pontos a menos que o rival, o Botafogo aparece na vice-liderança com apenas 7% de chances de ser campeão e 87% de classifica-se para o torneio continental.

Confira a classificação do Brasileirão

Na zona intermediária da tabela, o Corinthians, que está há seis jogos sem vencer, não tem mais chances de conquistar o título, mas tem a possibilidade de 4% de classificar-se para a Libertadores. Por outro lado, com números até superiores, os comandados de Tite são ameaçados pelo rebaixamento e a probabilidade disso acontecer é de 8%.

Veja na galeria as imagens da campanha do Cruzeiro no Campeonato Brasileiro:

Cruzeiro foi derrotado pelo Vasco no Maracanã. Foto: Flickr/Vasco da GamaEverton Ribeiro dá belo drible em Baraka no empate diante da Ponte Preta na 35ª rodada do Brasileirão. Foto: João Godinho/O Tempo/ Futura PressTorcedores do Cruzeiro comemoram no Barradão. Foto: Eduardo Martins/A Tarde/Futura PressCruzeiro derrotou o Vitória no jogo que lhe garantiu o título brasileiro. Foto: EDSON RUIZ / Gazeta PressCampeão Cruzeiro bateu o Vitória na Bahia. Foto: FELIPE OLIVEIRA/ Agif/Gazeta PressWillian marcou para o Cruzeiro em Salvador. Foto: Edson Ruiz/Gazeta PressEgídio (C), jogador do Cruzeiro, durante a partida contra o Grêmio, válida pela 33ª rodada do Campeonato Brasileiro 2013. Foto: Yuri Edmundo/Gazeta PressBorges (E), do Cruzeiro, comemora com Dagoberto seu gol na partida contra o Grêmio. Foto: Yuri Edmundo/Gazeta PressCruzeiro levou a melhor e bateu o Santos na Vila Belmiro por 1 a 0. Foto: Leandro Martins/Futura PressSantos e Cruzeiro duelaram na Vila Belmiro pela 32ª rodada do Campeonato Brasileiro. Foto: Futura PressCruzeiro venceu o Criciúma por 5 a 3 no Mineirão pela 31ª rodada do Brasileirão. Foto: Gazeta PressBorges domina a bola em ataque do Cruzeiro na derrota para o Coritiba. Foto: JOKA MADRUGA/FUTURA PRESSBorges comemora gol do Cruzeiro com Willian e Everton Ribeiro. Foto: Cristiane Mattos/Futura PressO atacante Fernandinho, do Atlético-MG chuta para defesa do goleiro Fábio, do Cruzeiro. Foto: Futura Press/Cristiane MattosReinaldo comemora gol, o segundo do São Paulo para cima do Cruzeiro no Mineirão. Foto: Rubens Chiri/São PauloEverton Ribeiro comemora vitória por 4 a 1 do Cruzeiro contra o Náutico na Arena Pernambuco. Foto: Aldo Carneiro Costa/Gazeta PressBorges sai para comemorar após marcar gol do Cruzeiro. Foto: João Godinho/O Tempo/ Futura PressWillian comemora gol da vitória do Cruzeiro. Foto: VINÍCIUS COSTA/Preview.com/Gazeta PressNilton comemora o primeiro gol do Cruzeiro diante do Internacional. Foto: Edu Andrade/Fatopress/Gazeta PressCássio teve atuação destacada e evitou a derrota para o Cruzeiro. Foto: ALE CABRAL/Gazeta PressDouglas e Everton Ribeiro no encontro entre Corinthians e Cruzeiro. Foto: ALE CABRAL/Gazeta PressJulio Baptista cobra pênalti e marca para o Cruzeiro. Foto: Yuri Edmundo/Gazeta PressEverton Ribeiro carrega bola para o Cruzeiro diante do Botafogo. Foto: VipcommNilton fez o gol que garantiu a vitória do Cruzeiro sobre o Atlético-PR. Foto: Washington Alves/VIPCOMMWillian comemora gol do Cruzeiro sobre o Goiás. Foto: Adalberto Marques/ Agif/Gazeta PressLucas Silva, volante do Cruzeiro. Foto: Washington Alves/VIPCOMMCruzeiro comemora gol sobre o Flamengo. Foto: Paulo Fonseca/Futura PressMarcelo Oliveira, técnico do Cruzeiro. Foto: Washington Alves/VIPCOMMLucas Silva (no centro) marcou duas vezes na vitória do Cruzeiro por 5 a 3. Foto: VipcommDedé abriu o placar na vitória do Cruzeiro diante da Ponte Preta. Foto: Miguel Schincariol/Gazeta PressBorges, atacante do Cruzeiro. Foto: Washington Alves/VIPCOMMWillian, atacante do Cruzeiro. Foto: Juliana Flister/VipcommNilton, volante do Cruzeiro. Foto: Divulgação/VipcommLuan comemora o seu gol, único da vitória do Cruzeiro. Foto: VipcommCruzeiro comemora gol sobre o Atlético. Foto: Yuri Edmundo/Gazeta PressRicardo Goulart comandou triunfo do Cruzeiro sobre o Náutico no Mineirão. Foto: Gazeta PressMarcelo Oliveira, técnico do Cruzeiro. Foto: Juliana Flister/VipcommBruno Rodrigo comemora o gol do empate do Cruzeiro diante da Portuguesa. Foto: SÉRGIO BARZAGHI/GAZETA PRESSDagoberto marcou o gol da vitória do Cruzeiro. Foto: Washington Alves/VIPCOMMDiego Souza em ação pelo Cruzeiro contra o Goiás. Foto: Washington Alves/VIPCOMMDedé fez sua estreia com a camisa do Cruzeiro. Foto: Washington Alves/VIPCOMM

Quem também é ameaçado pelo fantasma do descenso é o Vasco. Na 18ª colocação e 24 pontos, o time de Juninho Pernambucano tem 57% de chances de ir para a Série B. Outros que correm o risco de cair é Náutico, com 99%, Ponte Preta, com 84% e, por último, Criciúma com 24%.

A diferença de dez pontos para 5º colocado Internacional e o primeiro da zona de rebaixamento, o Criciúma, coloca em risco a permanência de ao menos 16 clubes na elite do futebol brasileiro. Além dos quatro últimos colocados, Flamengo e São Paulo possuem maior índice com 31% e 21%, respectivamente. Ambos têm apenas 1% de chance de chegar à Libertadores.

Com 45 pontos em disputa, os clubes têm 15 rodadas para mudar a matemática do Brasileirão. Será que vai dar tempo?

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas