Manchester City domina clássico e com dois de Aguero goleia o United por 4 a 1

Por Gazeta |

compartilhe

Tamanho do texto

Time azul de Manchester não teve trabalho para golear rival e colar na liderança do Inglês

Manchester City e Manchester United fizeram clássico local neste domingo, no estádio City of Manchester, em partida válida pela quinta rodada da competição nacional. E, com desempenho arrasador, a equipe da casa não deu chances ao seu principal adversário e goleou por 4 a 1, com gols de Sergio Aguero (duas vezes), Yaya Touré e Samir Nasri. Wayne Rooney descontou para os visitantes em gol de falta no final do jogo.

Confira classificação, tabela de jogos, artilharia e notícias do Campeonato Inglês

Jon Super/AP
Aguero marcou duas vezes na goleada do Manchester City sobre o rival United


Com este resultado, o clube apoiado financeiramente pelo xeque Sulaiman Al-Fahim deixa a sétima posição e sobe para vice-liderança na tabela de classificação do torneio, com dez pontos, ultrapassando Southampton, Everton, Tottenham Hotspur, Liverpool e Chelsea. O Arsenal, com 12 pontos, é o primeiro colocado. O United, por sua vez, segue na oitava colocação, com sete pontos.

O City volta a entrar em campo no próximo sábado, às 11 horas (de Brasília), quando atua como visitante diante do Aston Villa, no Villa Park, em partida válida pela sexta rodada do Campeonato Inglês. No mesmo dia e horário, o United retorna ao Old Trafford para receber o West Bromwich.

Jon Super/AP
Rooney fez o gol de honra do United no clássico

O jogo: Principal referência ofensiva do Manchester United nesta temporada, o atacante Robin Van Persie surpreendentemente ficou de fora do clássico deste domingo. Com problemas na virilha, o atleta holandês foi cortado pelo treinador David Moyes horas antes do embate, dando lugar ao inglês Daniel Welbeck na escalação principal.

Sem seu protagonista no ataque, os atuais campeões nacionais foram acuados pelo City desde o início do confronto. O atacante Wayne Rooney, novamente exercendo função mais recuada, buscava criar as principais jogadas pelo lado do United, mas encontrava grandes dificuldades para superar o sistema de marcação do rival.

A equipe da casa, por sua vez, pressionava o adversário em busca do primeiro gol e, aos 12 minutos, somava 63% de posse de bola. Apesar de passar maior tempo trocando passes em relação ao rival, o City construiu seu gol em jogada de contra-ataque pelo lado esquerdo do campo.

Aos 15 minutos, Nasri recebeu lançamento, desceu em velocidade ao campo ofensivo, encarou a marcação de Smalling e esperou ultrapassagem de Kolarov para tocar de letra. Com espaço, o lateral cruzou para o atacante Sergio Aguero, que apenas desviou de perna esquerda para o fundo das redes do gol defendido por De Gea.

Clint Hughes/AP
David Moyes lamenta derrota em clássico para o Manchester City

Em vantagem no marcador, o time comandado por Manuel Pellegrini diminuiu seu ímpeto ofensivo nos minutos seguintes e controlou o ritmo de jogo. No entanto, aos 45 minutos, Negredo desviou cobrança de escanteio do lado direito e encontrou Yaya Touré. Livre de marcação, o volante conseguiu alcançar a bola com sua perna esquerda e marcou o segundo gol da partida.

Na etapa complementar, o City voltou dos vestiários de maneira ainda mais arrasadora. Logo no primeiro minuto Nasri tocou para Negredo pelo lado esquerdo da área. O espanhol dominou, girou diante de Vidic e cruzou. Aguero, novamente, apareceu para tocar de primeira e superar o goleiro espanhol.

Três minutos mais tarde, quando o United tentava organizar jogada no campo ofensivo, o time comandado por Pellegrini conseguiu desarme e atacou o adversário em velocidade. O meio-campista Jesús Navas conduziu a bola por quase metade do gramado pelo lado direito e cruzou. Nasri, de primeira, bateu de perna direita e transformou o placar em goleada.

Insatisfeito com o resultado, o técnico David Moyes mexeu rapidamente no time e, aos seis minutos, colocou Tom Clverley na vaga de Ashley Young. A alteração deu resultado, o United conseguiu equilibrar as ações do jogo e chegou a diminuir a diminuir a desvantagem em cobrança de falta de Rooney, aos 41 minutos. Contudo, o City acabou vitorioso.

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas