Flamengo perde chances claras e fica no 0 a 0 com o Náutico no 1º jogo pós-Mano

Por Gazeta |

compartilhe

Tamanho do texto

Time carioca teve oportunidade de vencer, mas não foi além do empate com o lanterna

O Flamengo foi a Pernambuco para enfrentar o Náutico na tarde deste domingo disposto a apagar a derrota para o Atlético-PR no meio de semana, no Maracanã, e esquecer a passagem de Mano Menezes pela Gávea. Comandado pelo interino Jayme de Oliveira, o Flamengo não conseguiu sair do zero a zero apesar de perseguir o gol durante todo o confronto. No último minuto, Elias, o principal jogador do time, ainda perdeu chance inacreditável com o gol aberto e foi o retrato da infeliz tarde flamenguista em São Lourenço da Mata.

Confira classificação, tabela de jogos, artilharia e notícias do Campeonato Brasileiro

Otávio de Souza/ Agif/Gazeta Press
Náutico e Flamengo ficaram no 0 a 0 na Arena Pernambuco

O resultado mantém o Flamengo em situação muito complicada na tabela, com apenas 27 pontos, já que a Portuguesa venceu o Inter no Sul e foi a 28 pontos. Para complicar a vida dos cariocas, esta semana ainda reserva o início das quartas de final da Copa do Brasil, contra o Botafogo, no Maracnã. Pelo Brasileiro, o Fla recebe o Criciúma no próximo domingo, no Maracanã, em duelo em que só a vitória interessa. Já o Náutico terá a semana livre e volta a campo no próximo sábado para receber o Coritiba.

O jogo
O duelo na Arena Pernambuco reuniu duas equipes que precisavam desesperadamente da vitória. O Náutico, virtualmente rebaixado, tentando mostrar que ainda pode reagir para evitar o rebaixamento. O Flamengo, por sua vez, beirando a zona da degola, vinha de uma derrota humilhante em pleno Maracanã para o Atlético Paranaense, que culminou com o pedido de demissão do técnico Mano Menezes.

Nesse contexto, o Rubro-Negro carioca tomou a iniciativa no início da partida. Mais solto em campo, os comandados de Jayme de Oliveira pressionaram os domos da casa e criaram muitas oportunidades de gol. O Náutico, por sua vez, adotou uma postura mais cautelosa e buscava o gol em contra-ataques.O primeiro lance de perigo aconteceu logo aos três minutos. O atacante Hernane, em jogada individual, se livrou de dois marcadores e tentou o chute de fora da área, mas a bola saiu à esquerda de Gideão.

Aos nove, André Santos ganhou um escanteio pela esquerda. Na cobrança, o zagueiro Samir entrou de cabeça e obrigou Gideão a fazer a defesa. O mesmo Samir quase abriu o placar aos 14, após cruzamento de Carlos Eduardo, mas novamente Gideão salvou.

O goleiro do Náutico continuou se destacando e salvando sua equipe aos 18, quando após chute de André santos, defendeu em cima da linha. O Timbu tentou responder no minuto seguinte e quase marcou. Samir salvou de cabeça a conclusão de Tiago Real, que havia se livrado do goleiro Paulo Victor. O Flamengo voltou a assustar na cobrança de um escanteio. Carlos Eduardo levantou e Wallace subiu sozinho e mandou à esquerda de Gideão.

Confira na galeria as imagens da 23ª rodada do Campeonato Brasileiro:

Jô e Ronaldinho Gaúcho comemoram gol na vitória sobre o Vasco pela 23ª rodada do Brasileirão. Foto: Futura PressPaulo Baier marcou o gol da vitória do Atlético Paranaense sobre a Ponte Preta. Foto: CLEBER YAMAGUCHI/Agência Eleven/Gazeta PressThiago Ribeiro marcou o primeiro gol do Santos sobre o Criciúma. Foto: Guilherme Dionízio/Gazeta PressDouglas e Everton Ribeiro no encontro entre Corinthians e Cruzeiro. Foto: ALE CABRAL/Gazeta PressTite orienta o Corinthians durante partida contra o Cruzeiro. Foto: Rodrigo Coca/Agência CorinthiansCássio teve atuação destacada e evitou a derrota para o Cruzeiro. Foto: ALE CABRAL/Gazeta PressObina comemora o gol da virada do Bahia contra o Botafogo. Foto: SATIRO SODRE/Gazeta PressHugo, do Goiás, e Rodrigo Caio, do São Paulo, em disputa de bola no jogo pela 23ª rodada do Brasileirão. Foto: Futura PressRogério Ceni viu bola bater nas suas costas e entrar no gol decisivo do Goiás contra o São Paulo. Foto: Futura PressRodrigo se prepara para cobrar a falta que deu a vitória ao Goiás. Foto: Site oficial do Goiás E.C.Rogério Ceni tentou evitar, mas foi traído pela trave no gol do Goiás. Foto: Site oficial do Goiás E.C.Wanderson comemora o gol da Portuguesa contra o Inter. Foto: VINÍCIUS COSTA/Preview.com/Gazeta PressLance de Internacional e Portuguesa em Novo Hamburgo. Foto: VINÍCIUS COSTA/Preview.com/Gazeta PressElias teve a chance mais clara de dar a vitória ao Flamengo contra o Náutico. Foto: Otavio de Souza/Gazeta PressNáutico e Flamengo ficaram no 0 a 0 na Arena Pernambuco. Foto: Otávio de Souza/ Agif/Gazeta PressKadu, do Vitória, e Kleber, do Grêmio, disputam a bola no empate por 0 a 0 entre as duas equipes. Foto: Gazeta PressRafael Sóbis durante a partida contra Coritiba. Foto: Ricardo Ayres/PhotocameraBruno, do Fluminense, e Vitor Junior, do Coritiba, disputam a bola no duelo entre as duas equipes pela 23ª rodada do Brasileirão. Foto: Futura Press

Aos 35, foi a vez de Paulo Victor salvar o Flamengo. O goleiro saiu de soco após cobrança de escanteio, mas a bola sobrou para Martinez, que arriscou de primeira. O arqueiro carioca se recuperou e fez brilhante defesa para evitar o gol. O ritmo do confronto diminuiu no final da primeira etapa, e o Náutico passou a se posicionar mais no campo do adversário e a controlar a posse de bola.

O jogo voltou a acelerar no segundo tempo. O Náutico procurava manter mais a posse de bola como fez no final do primeiro tempo, e o duelo ficou mais equilibrado. O Fla foi o primeiro a chegar. Aos quatro minutos, após troca de passes Elias chutou forte no canto e Leadro Amaro salvou com os pés. Aos 13 foi a vez do Náutico, que quase marcou num lance esquisito. Hugo tentou cruzar mais a bola foi em direção ao gol. Paulo Victor estava atento e se esticou para evitar o gol dos pernambucanos.

O jogo era lá e cá. O Flamengo tentava dar velocidade ao jogo em busca do gol enquanto o Náutico endurecia na marcação, às vezes de forma mais dura. A partida foi ficando dramática conforme foi se aproximando do final. O Flamengo tentava chegar ao gol de qualquer maneira, e abria espaços para os contra-ataques. Maikon Leite entrou no Náutico no lugar de Rogério, enquanto Marcelo Moreno foi a aposta de jayme Oliveira no Fla, tirando Paulinho.

Aos 43, Maikon Leite recebeu lançamento em profundidade, mas Paulo Victor foi mais rápido e saiu nos pés do atacante e evitou o gol. No último lance do jogo, aos 48, o lance mais incrível do jogo. Escanteio para o Fla, Moreno cabeceia e Gideão defende. Na sobra, a bola fica nos pés de Elias. O meia, dentro da pequena área, perde o gol feito. Fim de papo: 0 a 0.

Veja lances da partida


FICHA TÉCNICA - NÁUTICO-PE 0 X 0 FLAMENGO-RJ

Local: Arena Pernambuco, em São Lourenço da Mata (PE)
Data: 22 de setembro de 2013, domingo
Hora: 16h (de Brasília)
Árbitro: Wilson Luiz Seneme (SP)
Assistentes: Rogerio Pablos Zanardo (SP) e Neuza Ines Back (SP)
Cartões Amarelos: Martinez, Leandro Amaro, Bruno Collaço, Derley (Náutico); Wallace (Flamengo)

NÁUTICO: Gideão; Derley, João Filipe, Leandro Amaro e Bruno Collaço; Elicarlos, Martinez (Helder), Diego Morales (Ángelo Peña) e Tiago Real; Hugo e Rogério (Maikon Leite)
Técnico: Levi Gomes

FLAMENGO: Paulo Victor; Luiz Antônio, Wallace, Samir e João Paulo; Amaral, Elias, Carlos Eduardo (Gabriel) e André Santos (Fernando); Paulinho (Marcelo Moreno) e Hernane
Técnico: Jayme de Oliveira

Leia tudo sobre: NáuticoFlamengobrasileirão

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas