Nobre dá busto para Oberdan como certo e diz que homenagem é justa

Por iG São Paulo * |

compartilhe

Tamanho do texto

Presidente do Palmeiras diz que é questão de tempo para que o último remanescente do Palestra Itália ainda vivo seja reverenciado

Divulgação
Oberdan Cattani defendeu o gol do Palmeiras nas décadas de 40 e 50

O busto para o ex-goleiro Oberdan Cattani no Palmeiras é uma questão de tempo. Paulo Nobre, presidente do clube, já dá a homenagem ao veterano de 94 anos como certa e comemora a possibilidade de oferecê-la ao último remanescente do Palestra Itália ainda em vida.

Deixe seu recado e comente a notícia com outros torcedores

"Fico muito feliz de o Palmeiras prestar essa homenagem a quem realmente merece. O Oberdan é um símbolo do clube. Com suas mãos gigantes, representou como ninguém a escola de goleiros que faz parte da nossa historia centenária. É uma homenagem justíssima que vamos fazer com ele ainda em vida, o que é mais importante", disse Nobre.

O clube promoveu o tradicional Jantar dos Veteranos na noite da última sexta-feira. O dia 20 de setembro marca o primeiro jogo do clube como Palmeiras, disputado em 1942. Principal estrela da festa, Oberdan participou do triunfo sobre o São Paulo na chamada Arrancada Heroica.

"Fiquei feliz (com a possibilidade de ganhar o busto), mas agora precisamos esperar. Já estou com 94 anos de idade e mais de 70 de Palmeiras. Quase todos os meus companheiros já se foram. Vamos ver o que vai acontecer", disse o antigo goleiro.

Leia mais sobre o Palmeiras no iG Esporte

Todos os ex-jogadores foram homenageados no Jantar dos Veteranos. Anunciado pelo mestre de cerimônias, Oberdan, amparado, caminhou vagarosamente até Paulo Nobre para receber uma camisa do time atual. Assediado, ele concedeu uma série de autógrafos durante a noite.

O busto para o ex-goleiro deve ser aprovado pelo Conselho de Orientação e Fiscalização (COF) do Palmeiras na próxima reunião do grupo. De acordo com Paulo Nobre, no último encontro os integrantes manifestaram amplo apoio ao projeto de homenagear Oberdan.

"Usei o argumento de que ele é o último a ter jogado no Palestra e no Palmeiras. Quase todo o COF acenou positivamente. Na próxima reunião, vou propor oficialmente o busto e tenho certeza absoluta que, pela sensibilidade de todos os membros, já está praticamente aprovado", disse.

De 1941 a 1954, Oberdan foi tetracampeão paulista (1942, 1944, 1947 e 1950), ganhou o Rio-São Paulo-1951 e a Copa Rio-1951. Ele encerrou a carreira no Juventus e chegou a enfrentar o ex-time, o que acabou usado como justificativa para descartar o busto, mas não há nada a respeito no estatuto do clube, tanto que Ademir da Guia já jogou contra o Palmeiras pelo Bangu, em 1960.

Depois de ganhar o aval do COF, Paulo Nobre confirmou que deseja levar a proposta ao Conselho Deliberativo. Em 99 anos de clube, apenas Junqueira, Waldemar Fiúme e Ademir da Guia foram homenageados com bustos pelo Palmeiras. No ano de 2014, Marcos e, provavelmente, Oberdan entrarão para o seleto grupo.

* Com Gazeta Esportiva

Leia tudo sobre: PalmeirasPaulo NobreOberdan Cattaniigsp

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas