Ex-atacante brasileiro destaca os dois como os únicos grandes jogadores nos dias de hoje e elege Vicente del Bosque o melhor técnico com quem já trabalhou

Messi e Cristiano Ronaldo se cumprimentam antes de clássico entre Barcelona e Real Madrid
Getty Images
Messi e Cristiano Ronaldo se cumprimentam antes de clássico entre Barcelona e Real Madrid

Para o ex-atacante Ronaldo, há nos dias de hoje uma escassez de goleadores no futebol. Apesar de ver Neymar em crescimento, ele considera que atualmente existem apenas dois grandes jogadores no mundo: Cristiano Ronaldo e Messi. Na disputa entre os dois pela preferência do brasileiro, o argentino do Barcelona vence o português do Real Madrid.

"É como se te oferecessem duas casas bonitas, mas você tem que ficar com uma", disse Ronaldo ao jornal espanhol As, durante evento em Barcelona. "Messi me parece mais completo, ou pelo menos mais decisivo. Nos momentos importantes, aparece e marca gols", explicou o brasileiro.

Você concorda com a análise de Ronaldo? Deixe seu comentário

Quando deixou o comando do Real Madrid, José Mourinho revelou atrito com Cristiano Ronaldo, e acabou usando o brasileiro para provocá-lo. "Já treinei o verdadeiro Ronaldo. Não este", disse. O ex-atacante preferiu evitar qualquer tipo de comparação.

"Isso são coisas do Mourinho. Prefiro não polemizar; Temos que respeitar a opinião de cada um. Cada jogador escreve sua história sem borrar a do outro; E não somos iguais jogando. Era mais centroavante, e ele, segundo atacante", analisou.

Com relação aos treinadores, o preferido de Ronaldo é o espanhol Vicente Del Bosque, com quem trabalhou no Real Madrid em 2002 e 2003. "Foi o que melhor me entendeu. Fazia as coisas como deveriam ser feitas. E não concentrava nos jogos em casa. Todo mundo amava isso", afirmou.

Envolvido com a Copa do Mundo de 2014, Ronaldo, perguntado sobre o seu futuro após o Mundial, afirmou que ainda não pensa na carreira de técnico ou dirigente. "Quero me preparar para algo maior, fazendo o futebol uma coisa importante para a sociedade, e fazer isso de uma forma política", finalizou.

*Com Gazeta

    Leia tudo sobre: Lionel Messi
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.