Na busca pelo G4, Inter duela contra decadente Bahia em Salvador

Por Gazeta |

compartilhe

Tamanho do texto

Gaúchos precisam da vitória fora de casa para se aproximar do G4, enquanto os baianos querem se afastar da zona de rebaixamento

Em situações bem diferentes no Brasileirão, Inter e Bahia se enfrentam nesta quinta-feira, às 21h (horário de Brasília). O time gaúcho terminou a rodada passada em 5º, com 34 pontos, quer ganhar mais uma fora de casa para entrar no G4.  Já o Bahia, com 25 pontos, precisa vencer para se afastar da zona de rebaixamento (a equipe iniciou a rodada em 14º lugar).

Deixe o seu recado e comente esta notícia com outros torcedores

VINÍCIUS COSTA/Preview.com/Gazeta Press
D'Alessandro fez os dois gols do Inter contra o Vitória

Foi justamente para o Bahia que o Inter sofreu uma de suas três derrotas na competição: 2 a 1, no Estádio Centenário, na 3ª rodada. Aquela foi a primeira vitória do time baiano na competição, e deu início a uma arrancada que levou o time de Cristóvão Borges ao G4.

Confira a classificação atualizada do Brasileiro e a tabela de jogos

No entanto, ao perder para o outro representante gaúcho (o Grêmio, por 3 a 0, na Fonte Nova), o Bahia iniciou uma série ruim, que perdura até hoje: desde lá, a equipe jogou nove vezes, ganhou só uma partida e obteve 6 pontos em 27 disputados, um aproveitamento de 22,2%, só superior ao do lanterna Náutico, despencando do 4º para o 14º lugar na tabela.

O goleiro Muriel garante que a preocupação colorada em vencer o jogo tem a ver apenas com a entrada no G-4, e não com revanchismo pela derrota sofrida no começo de junho: "não trabalhamos com revanchismo, mas com a necessidade de pontuar contra o Bahia. Naquela derrota que tivemos, eles foram mais competentes e conseguiram traduzir em gols as chances que tiveram. Respeitamos muito o Bahia, mas vamos entrar em campo para buscar um resultado positivo", avalia.

Pela primeira vez em sete meses, o técnico Dunga não terá nenhum estrangeiro em equipe. Forlán, lesionado em uma partida do Uruguai pelas eliminatórias, ficará em Porto Alegre. Scocco está suspenso pelo terceiro cartão amarelo. Mas o principal desfalque, mesmo é D’Alessandro, capitão, líder técnico e artilheiro do time no Brasileiro: com uma lesão nas costas, o argentino ficará em Porto Alegre realizando tratamento, visando a participar do jogo de domingo, contra a Portuguesa, em Novo Hamburgo.O treinador colorado ainda não definiu os substitutos. A tendência indica a manutenção do esquema 4-5-1, que saiu vitorioso na partida contra o Criciúma. Aírton e Josimar devem ser mantidos, bem como Alex e Otávio. Para a vaga de D’Ale, as opções são Alan Patrick (manteria a formatação original), Caio (mudaria o time para um 4-4-2) ou até mesmo mais um volante, como Ygor ou Willians. A divulgação do time deve ocorrer apenas minutos antes da partida.

O Bahia vem de dois empates em 2 a 2, mas com gostos muito diferentes. Contra o Criciúma, a equipe perdia por 2 a 0 em casa, mas buscou a igualdade no fim. Diante do Coritiba, no Couto Pereira, ocorreu justamente o contrário, o que irritou o elenco: "não podemos mais entrar desta forma, como foi no segundo tempo. E quando tivemos a chance, ainda não conseguimos matar o jogo. Foi um empate com gosto de derrota. Time que dá esses moles, tem que acontecer isso mesmo", disparou o atacante Wallyson, ao final da partida.

Se Dunga está cheio de problemas, o técnico Cristóvão Borges terá importantes voltas à equipe para encarar o Colorado. Rafael Miranda e Marquinhos Gabriel (revelado pelo Inter) voltam de lesão, e o artilheiro Fernandão retorna após cumprir suspensão. A baixa é Raul, que levou o terceiro amarelo contra o Coxa e deve ser substituído por Jussandro ou Erick, revelação pinçada por Cristóvão do time sub-20 do Tricolor Baiano.

FICHA TÉCNICA
BAHIA X INTERNACIONAL

Local: Arena Fonte Nova, em Salvador (BA)
Data: 19 de setembro de 2013, quinta-feira
Horário: 21 horas (de Brasília)
Árbitro: Wagner Reway (MT)
Assistentes:Kleber Lúcio Gil (SC) e Evandro Gomes Ferreira (GO)

BAHIA: Marcelo Lomba; Angulo, Lucas Fonseca, Titi e Jussandro (Erick); Rafael Miranda, Hélder, Marquinhos Gabriel e William Barbio; Wallyson e Fernandão
Técnico: Cristóvão Borges

INTERNACIONAL: Muriel; Gabriel, Índio, Juan e Kleber; Aírton, Josimar, Alan Patrick (Caio), Otávio e Alex; Leandro Damião
Técnico: Dunga

Leia tudo sobre: BahiaInternacionalbrasileirao

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas