Com primeiro tempo arrasador, Portuguesa vence Náutico e sai da degola

Por Gazeta |

compartilhe

Tamanho do texto

Depois de quinze rodadas na zona do rebaixamento, Portuguesa venceu o lanterna do Brasileirão por 3 a 0 nesta quinta

A Portuguesa enfim saiu da zona de rebaixamento. Depois de quinze rodadas entre os quatro últimos colocados, a Lusa confirmou o bom momento nesta quinta-feira, vencendo o Náutico por 3 a 0 e alcançando a 16ª posição, uma acima da zona do descenso.

Fernando Dantas/Gazeta Press
Moises comemora gol da Portuguesa na vitória contra o Náutico

A vitória foi toda construída na primeira etapa. Aos sete minutos, Moisés fez de cabeça o primeiro. Gilberto aumentou com um golaço de fora da área, aos 34. Aos 40, Bruno Henrique fez o terceiro de falta.

Enquanto a Lusa alcança os 25 pontos, o Náutico fica estacionado nos nove, a 16 de sair da zona de rebaixamento e cada vez mais perto da Série B do Campeonato Brasileiro 2014.

Na próxima rodada, a Lusa viaja até Novo Hamburgo, onde encara o Internacional no Estádio do Vale. O náutico busca a reabilitação diante do Flamengo, na Arena Pernambuco.

O jogo - A Portuguesa, como de costume no Caninidé, começou a partida sufocando o adversário e a estratégia funcionou bem. Logo aos sete minutos, Bryan, estreante do dia, recebeu na esquerda com muita liberdade e levantou na cabeça de Moisés, que cabeceou consciente, no chão, para marcar o primeiro.

A Lusa continuou pressionando e perdeu boas chances. A principal delas com Gilberto, que cabeceou uma bola no travessão. Porém, o mesmo Gilberto se redimiu aos 34 minutos. Ele acertou uma bomba de fora da área no ângulo de Gideão, que foi na bola, mas não alcançou. Golaço e 2 a 0.A equipe da casa continuou a pressionar e acabou premiada por tanto procurar o gol. Aos 40 minutos, Bruno Henrique bateu falta da entrada da área no canto de Gideão e fez outro golaço, aumentando a conta.

O Náutico voltou com uma formação diferente no segundo tempo, com João Filipe entrando na função de terceiro zagueiro. A alteração não mudou o panorama da partida e a Lusa continuou melhor.

A grande chance de transformar a boa vitória em goleada esteve nos pés de Bergson, aos 17 minutos. Souza fez grande jogada, aplicou um drible da vaca no zagueiro e rolou para o atacante completar para as redes, sem goleiro. Bergson bateu para fora, de forma bem pouco provável.

Sorte dele que o gol não faria diferença e nem mancharia a bela exibição da Lusa premiada com a tão sonhada saída da zona da degola.

FICHA TÉCNICA - PORTUGUESA 3 X 0 NÁUTICO

Local: Estádio do Canindé, em São Paulo (SP)
Data: 19 de setembro de 2013, quinta-feira
Horário: 21 horas (de Brasília)
Árbitro: Ricardo Marques Ribeiro (Fifa/MG)
Assistentes: Pablo Almeida da Costa (MG) e Rafael Trombeta (PR)
Cartões amarelos: Jean Rolt, Leandro Amaro e Derley (Náutico)
Gols:
PORTUGUESA: Moisés, aos 7, Gilberto, aos 34 e Bruno Henrique, aos 40 minutos do primeiro tempo

PORTUGUESA: Lauro; Luís Ricardo, Moisés Moura, Valdomiro e Bryan; Ferdinando, Bruno Henrique, Moisés (Correa) e Souza (Cañete); Bergson e Gilberto (Henrique)
Técnico: Guto Ferreira

NÁUTICO: Gideão; Dadá (João Filipe), Jean Rolt, Leandro Amaro e Bruno Collaço; Auremir, Derley, Tiago Real e Hugo; Olivera e Jones Carioca (Jonatas Belusso) (Helder)
Técnico: Levi Gomes

Leia tudo sobre: portuguesaNáuticobrasileirao

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas