Equipe carioca entrou no grupo dos quatro últimos colocados do Brasileirão após derrota por 2 a 0 para o São Paulo no último domingo

Vasco perdeu em casa para o São Paulo e entrou na zona de rebaixamento
Rubens Chiri/Site oficial
Vasco perdeu em casa para o São Paulo e entrou na zona de rebaixamento

Pressionado pela entrada na zona de rebaixamento após a derrota de 2 a 0 para o São Paulo, o Vasco tenta iniciar sua reação nesta quarta-feira, às 19h30 (de Brasília), em São Januário, onde recebe o Vitória , pela 22ª rodada do Campeonato Brasileiro. O time carioca soma 24 pontos e vive uma crise por conta do mau desempenho em campo. Já o baiano baiano vem dando sinais de que vai reagir e ganhou embalo ao fazer 2 a 1 no Náutico: resultado que o levou para 11º lugar na tabela de classificação, com 27 tentos.

Acha que o Vasco supera o Vitória? Deixe seu comentário

Dorival Júnior, técnico do Vasco, acredita que sua equipe precisa de tranquilidade para conseguir chegar ao triunfo. Isso porque ele espera um jogo nervoso contra o Vitória.

"Não há dúvida de que será um confronto nervoso pelo que aconteceu no jogo passado, quando não conseguimos a vitória. Novamente teremos pela frente um rival com uma situação semelhante à nossa. Portanto será preciso jogarmos com muita tranquilidade e inteligência. Temos condições de ganhar", disse Dorival.

Na visão dos jogadores do Vasco, além de inteligência e tranquilidade, o time carioca vai precisar de personalidade para ganhar.

Confira a classificação completa do Brasileirão 2013

"O Vasco vai precisar lidar com o contexto do jogo para ganhar e isso vai exigir personalidade de nossa parte, pois o Vitória vai tentar explorar nossos erros e um possível nervosismo de nossa parte. Temos que nos impor desde os primeiros minutos, pois não podemos mais perder pontos em casa", afirmou o lateral-direito Fágner.

Se o Vasco fala em personalidade, o Vitória não esconde que vai usar o momento vascaíno para tentar somar mais três pontos.

"O Vasco precisa do resultado, vai jogar em casa e a torcida vai pressionar. Temos que ser inteligentes para explorarmos essa situação a nosso favor. Cada minuto que passar o jogo tenderá a se encaminhar a nosso favor", ensinou Ney Franco, técnico do Vitória.

Em termos de escalação, Dorival Júnior, sem maiores opções, vai manter a base que atuou diante do São Paulo. Porém uma mudança se torna obrigatória: o atacante Willie não pode atuar porque seus direitos federativos pertencem ao Vitória e ele está emprestado com uma cláusula que o impede de enfrentar o clube baiano. Assim, o treinador vascaíno vai optar entre Reginaldo e Tenorio para escolher o substituto.

Já o Vitória tem problemas para este jogo. O volante Cáceres e o atacante Maxi Biuancucchi, ambos com dores na coxa direita, estão vetados e ficam de fora. No meio, Neto Coruja, que seria o substituto, é outro com dores musculares e sem condições de atuar. Assim, Elizeu deverá ocupar a vaga de Cáceres, enquanto que Marquinhos é o mais cotado para jogar no ataque, com Vander entrando no meio. Contratado junto ao Flamengo, o zagueiro Renato Santos foi relacionado e pode estrear na vaga de Kadu.

As duas equipes se enfrentaram no primeiro turno no Estádio Barradão, em Salvador (BA). Naquela ocasião o time baiano levou a melhor e ganhou por 2 a 0, com dois gols de Dinei. Além desse jogo o Vasco guarda triste lembrança de outro confronto com o Vitória, que aconteceu em dezembro de 2008, em São Januário, e que também acabou 2 a 0 para o Rubro-Negro, naquela ocasião com gols de Leandro Domingues e Adriano. Isso porque aquela partida, pela última rodada, marcou o rebaixamento do time carioca para a Segunda Divisão do Campeonato Brasileiro.

FICHA TÉCNICA -  VASCO X VITÓRIA

Local: São Januário, no Rio de Janeiro (RJ)
Data: 18 de setembro de 2013, quarta-feira
Horário: 19h30 (de Brasília)
Árbitro: Célio Amorim (SC)
Assistentes: Vicente Romano Neto (SP) e Daniel Ziolli (SP)

VASCO: Diogo Silva; Fágner, Jomar, Cris e Yotún; Abuda, Fillipe Soutto, Juninho Pernambucano e Marlone; Reginaldo (Tenorio) e André
Técnico: Dorival Júnior

VITÓRIA: Wilson; Ayrton, Victor Ramos, Kadu (Renato Santos) e Juan; Michel, Elizeu, Renato Cajá e Vander; Marquinhos e Dinei
Técnico: Ney Franco

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.