Vaiado, Valdivia responde em rede social: 'Quinze milhões batem palma'

Por iG São Paulo |

compartilhe

Tamanho do texto

Meia chileno foi o destaque da vitória do Palmeiras diante do Avaí por 4 a 2, fora de casa

Antonio C. Mafalda/Mafalda Press/Futura Press
Valdivia comemora gol do Palmeiras sobre o Avaí

A grande atuação de Valdívia na vitória do Palmeiras por 4 a 2 sobre o Avaí, na última terça-feira, em Santa Catarina, não foi suficiente para agradar à parte da torcida. Após a partida, que deixou o time ainda mais isolado na liderança da Série B do Campeonato Brasileiro, o chileno foi vaiado pela organizada Mancha Alviverde e usou sua conta no Instagram para desabafar.

Comente esta notícia com outros torcedores

O chileno postou uma foto ao lado de seu amigo Mendieta enquanto estava no ônibus voltando do jogo e aproveitou para responder os críticos. "2 x 4. Enquanto uma parte xinga, outros 15 milhões batem palma. Obrigado. Falta pouco para voltar e é isso o que interessa", escreveu o meia, que anotou o primeiro gol do Palmeiras no duelo.

Valdivia, aliás, foi o principal jogador do time paulista na partida da última terça. Acertou bons passes, ditou o ritmo do jogo e, de quebra, marcou um gol e deu uma assistência, liderando a virada alviverde por 4 a 2. Apesar disto, depois do confronto, foi hostilizado pela maior organizada do clube enquanto concedia entrevistas ainda dentro de campo.

Em bom momento, mas ainda sem agradar a todos os palmeirenses, Valdivia voltará a campo com o Verdão no próximo sábado, às 16h20 (de Brasília), quando enfrenta o Sport, no Pacaembu, pela 24ª rodada da Série B. Vitorioso em partida polêmica no primeiro turno, o time pernambucano ocupa a quinta colocação do campeonato com 37 pontos e vem de vitória sobre o Guaratinguetá, dentro de casa, por 1 a 0. O Palmeiras, por sua vez, é o líder da segunda divisão nacional com 52 pontos e não perde há seis duelos.

Reprodução Instagram
Valdivia desabafa em rede social e posta foto ao lado de Mendieta


Lealdade

Valdivia jogou nesta terça-feira ainda exibindo o olho esquerdo roxo, herança de cotovelada recebida no sábado, no empate com o América-MG. Segundo seus colegas, o chileno e Henrique foram vítimas de agressão igual na vitória sobre o Avaí. Mas ele, dessa vez, apontou até lealdade do provocador time catarinense em Florianópolis.

"Que clima? Não vi isso dentro de campo. O que vi foi lealdade", disse Valdivia, apesar de Eduardo Costa ter até chacoalhado a nuca de Leandro, derrubado na grande área duas vezes, Vilson ter respondido a xingamentos de Alex Lima sendo contido por rivais para não brigar e Henrique ter levado uma rasteira na grande área.

'Devemos subir para pensar em 2014', diz Kleina sobre 'sombra' de Luxemburgo

O zagueiro, ainda no intervalo, já questionava a atuação do árbitro Felipe Gomes da Silva. "Ele está perdido, impressionante. Não dá escanteio, dentro da área seguram como quer", falou Henrique. O árbitro também corroborou erros da assistente Edina Alves Batista em marcações de impedimento.

Mas o aspecto mais criticado foi o disciplinar. "O juiz se complicou um pouco no começo e os jogadores do Avaí quiseram criar um clima. O Henrique levou duas entradas e uma cotovelada e o Valdivia levou uma cotovelada também. Mas futebol não é assim, é em campo, jogando bola, tanto que eles mesmos se complicaram. E o nosso time joga a bola", provocou Vinicius.

Valdivia, contudo, abriu o sorriso ao falar de "apanhar". "É, apanhei menos", analisou. "Já foi o jogo contra o América-MG. Jogamos muito bem e ganhamos um jogo que nos deixa mais perto do acesso", prosseguiu o meia.


* Com Gazeta

Leia tudo sobre: palmeirasvaldiviaserie b

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas