Oscar marca, mas Basel vira para cima do Chelsea na estreia da Liga dos Campeões

Por Gazeta |

compartilhe

Tamanho do texto

Em Londres, time de José Mourinho levou a virada dos suíços e largou mal na competição

Getty Images
Jogadores do Basel comemoram o gol da virada sobre o Chelsea. Time suíço estreou com uma surpreendente vitória de 2 a 1, fora de casa

Uma quase perfeita exibição do meia Oscar não foi suficiente para evitar que o Chelsea estreasse na Liga dos Campeões da Europa com o pé esquerdo. Na tarde desta quarta-feira, os Blues saíram na frente, mas acabaram surpreendidos em pleno Stamford Bridge, perdendo para o Basel, por 2 a 1.

Deixe seu comentário para esta notícia

Favorito absoluto do Grupo E da competição continental, o time inglês viu que nada será tão fácil assim. Após o tropeço em casa, os londrinos terão que correr atrás dos pontos perdidos no próximo dia 1, visitando o Steua Bucareste, na Romênia.

Já o surpreendente Basel, que vem crescendo no cenário internacional recentemente, poderá continuar pregando peças também no dia 1, recebendo o Schalke 04, no St. Jakob Park. No outro jogo desta chave, os alemães não tomaram conhecimento dos romenos e venceram por 3 a 0.

O jogo: a cara fechada do técnico José Mourinho explicou o jogo: o Chelsea dominou a posse de bola e tocou bem, mas sofreu com as duas linhas de quatro jogadores do Basel e pouco criou. Já os suíços foram perigosos nos contra-ataques, armados pela velocidade do iraniano Salah.

Messi comemora o segundo dos três gols que marcou na goleada do Barcelona sobre o Ajax. Foto: Getty ImagesO goleiro Vermeer, do Ajax, se estica todo, mas não defende a falta de Messi, no primeiro gol do Barcelona. Foto: Getty ImagesNeymar tenta levar a melhor na dividida sobre o zagueiro Sigthorsson, do Ajax. Foto: Getty ImagesRamsey se ajoelha e festeja em frente aos torcedores do Arsenal o segundo gol do time inglês sobre o Olympique de Marselha. Foto: Getty ImagesWalcott, dp Arsenal, dominda a bola diamte de Lucas Mendez, do Olympique. Foto: Getty ImagesO meia brasileiro Oscar comemora seu gol diante do Basel. Foto: Getty ImagesJogadores do Basel comemoram o gol da virada sobre o Chelsea. Time suíço estreou com uma surpreendente vitória de 2 a 1, fora de casa. Foto: Getty ImagesO colombiano Cristian Zapata comemora o primeiro gol do Milan na vitória sobre o Celtic, em Milão. Foto: Getty ImagesO zagueiro brasileiro Miranda é cumprimentado pelos companheiros após marcar seu gol pelo Atletico de Madrid diante do Zenit. Foto: Getty ImagesDe cabeça, o argentino Higuain marca para o Napoli diante do Borussia Dortmund. Foto: Getty ImagesLucho Gonzales comemora bastante o gol da vitória do Porto sobre o Áustria Viena, pela primeira rodada da Liga dos Campeões. Foto: ReutersJogadores do Schalke comemora o primeiro gol diante do Steua Bucareste. Foto: AP

O meia Oscar foi o principal articulador do time, mas, assim como os seus colegas, errou muitos passes. O panorama só mudou no último lance do primeiro tempo, quando Hazard deixou o brasileiro na cara do gol: Oscar chutou cruzado e não deu chances para o goleiro, abrindo o placar.

Atrás no marcador, os visitantes avançaram a sua formação e abriram espaços para os Blues, que, mesmo assim, continuaram com problemas na ligação entre meio-campo e ataque. Sem alternativas, os comandados de Mourinho tiveram que apelar para a individualidade.

Se Eto’o, principal contratação do clube para esta temporada europeia, esteve apagado, demonstrando muita lentidão e pouquíssima movimentação na linha de frente. Já Oscar continuou sendo o destaque, ainda mais depois que acertou o travessão de Sommer aos 10 minutos da etapa complementar.

Cinco minutos depois, o camisa 11 da Seleção Brasileira deixou Hazard na cara do gol, mas o belga não soube aproveitar o passe, chutando por cima da meta do oponente. A oportunidade desperdiçada não foi muito bem aceita pelo futebol, que acabou castigando os ingleses.

Streller viu Salah chegando em boas condições pela esquerda. O iraniano, de primeira, colocou efeito na bola e acertou o canto direito de Cech, que nada pode fazer, a não ser lamentar a igualdade. O tento do Basel mudou totalmente a história do confronto, que passou a ficar aberto.

Quando o relógio do estádio marcava 36 minutos, Streller aproveitou cobrança de escanteio para desviar de cabeça e virar para o time suíço. A bola ainda tocou na trave antes de balançar a rede de Cech - Cahill falhou ao cobrir a chegada do suíço na primeira trave.

Mourinho tentou conquistar pelo menos um ponto promovendo as entradas de Juan Mata e Demba Ba, mas as alterações não surtiram efeito. Este foi o terceiro revés consecutivo de Mourinho à frente do Chelsea: antes, o time havia sido derrotado pelo Bayern de Munique, nos pênaltis, e pelo Everton.

Leia tudo sobre: ChelseaBaselliga dos campeõesinglaterrasuíçafutebol mundial

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas