Inter de Milão é punida por racismo de torcida e terá parte do estádio fechada

Por Reuters |

compartilhe

Tamanho do texto

Área onde ficam os torcedores racistas da Inter não será aberta no próximo jogo do Italiano

Reuters

A Inter de Milão deve jogar sua próxima partida do Campeonato Italiano em casa sem espectadores em uma parte do estádio como punição por cânticos racistas de torcedores no sábado, decidiram autoridades italianas nesta terça-feira.

A proibição de torcida e a uma multa de 15 mil euros (20.000 dólares) foram impostas porque os torcedores gritaram insultos racistas e lançaram luzes de laser contra o árbitro e os jogadores da Juventus, informou a Serie A em comunicado.

Torcedores da Inter também mostraram um cartaz que insultava o técnico da Juve, Antonio Conte, segundo a nota.

A imprensa italiana disse que insultos racistas foram dirigidos aos meio-campistas da Juve Paul Pogba e Kwadwo Asamoah durante a partida em Milão, que terminou empatada em 1 x 1.

Uma parte do estádio San Siro será fechada para o jogo em casa da Inter contra a Fiorentina em 26 de setembro.

Leia tudo sobre: inter de milãoitáliafutebol mundialracismo

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas