Árbitro Claudio Mercante Júnior não relatou na súmula a cusparada de Willians em Alan Kardec. Jogador do América-MG pediu desculpas, mas deve ser julgado

Confusão no empate entre América-MG e Palmeiras
Yuri Edmundo/Gazeta Press
Confusão no empate entre América-MG e Palmeiras

A confusão protagonizada por jogadores do América-MG e Palmeiras , no último sábado, promete ser levada ao Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD). De acordo com o procurador-geral Paulo Schmitt, as imagens da cusparada do jogador Willians em Alan Kardec já foram pedidas e, se comprovada a irregularidade, o meia do América-MG será julgado. 

Willians deve ser punido? Deixe o seu recado e comente com os outros leitores

Desta forma, Willians pode ser enquadrado no artigo 254-B, "cuspir em outrem", do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD). A pena prevista é de suspensão de seis a 12 partidas. 

"Já foram solicitadas as imagens da confusão. Vamos analisar durante essa semana e, se comprovado o ato irregular de Willians, ele será indiciado", afirmou Paulo Schmitt ao iG


A atitude do jogador do América-MG não foi relatada na súmula pelo árbitro Claudio Mercante Júnior. No documento, apenas constam as expulsões de Alan Kardec e o goleiro Matheus, que trocaram empurrões e iniciaram todo o problema. Segundo Schmitt, o juiz não deve ser punido por não ter escrito na súmula o fato, pois "provavelmente não viu o lance". 

Nesta segunda-feira, Willians, via assessoria de imprensa, disse que estava arrependido e emitiu uma nota com pedido de desculpas ao palmeirense. 

Por outro lado, Alan Kardec e Valdivia divulgaram fotos das lesões que sofreram durante a partida. O atacante apareceu a mão vermelha, enquanto o chileno postou uma imagem com um olho roxo e a boca inchada. 


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.