Tite garante humildade suficiente e só tem saudade de time repetido

Por Gazeta |

compartilhe

Tamanho do texto

Técnico do Corinthians reclamou que falta sequência na escalação do time, atrapalhado principalmente pelas contusões

Futura Press
Tite, técnico do Corinthians

Tite deixou o campo do Pacaembu, após a derrota para o Goiás, ouvindo a torcida cantar que tem "saudade de quando o Corinthians jogava com vontade". Quase uma hora depois, o técnico deu entrevista coletiva discordando da cobrança, garantindo que não é empenho que falta ao seu time, mas uma sequência na escalação.

Deixe o seu recado e comente esta notícia com outros torcedores

"Temos humildade suficiente. Vontade não falta, o que falta é repetição de equipe", relatou o treinador, considerando-se ‘vítima’ do mau momento de quem era titular e se sentindo atrapalhado por lesões. Neste domingo, por exemplo, Alessandro e Fábio Santos saíram por sentirem dores, o que "amarrou" Tite, nas palavras do técnico, que não pretendia deixar Danilo no banco o jogo todo.

"Estamos buscando ainda o equilíbrio, não temos uma equipe titular e as lesões estão dando uma série de problemas. O primeiro tempo foi pródigo disso. Até o momento em que o Alessandro saiu, adiantamos o Edenilson, fizemos a marcação por pressão, e tivemos duas, três oportunidades de gol. A repetição da equipe também é fundamental para acontecer isso, sem oscilação", argumentou.

Confira a classificação atualizada e a tabela de jogos do Brasileiro

Em relação à torcida, que vaiou o time no segundo jogo seguido, o trabalho é de calma para minimizar as consequências das cobranças. "Os atletas também ficam chateados quando tocam no lado do moral. Não é falta de vontade, mas temos que compreender e respeitar o sentimento do torcedor. É a pressão dos grandes títulos que conquistamos" , disse Tite.

Como chefe, o treinador defende seus comandados. "Nunca vi nossos atletas desmerecendo adversários, não vi nenhuma manifestação de falta de respeito contra o Luverdense. Temos que transformar isso em melhor rendimento", simplificou, mandando um recado à torcida. "Não é vontade que faz futebol. Se os dois tiverem, dá empate. Futebol não é assim, tem muito mais riquezas de detalhes."

Leia tudo sobre: timecorinthianstiteigspbrasileirao

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas