Santos encara vice-líder Botafogo para tentar se aproximar do G4

Por Gazeta |

compartilhe

Tamanho do texto

Equipe praiana, que vinha de duas vitórias seguidas, diante de Goiás e Internacional, respectivamente, foi derrotada pelo Flamengo, na última quinta-feira

Com boas campanhas no Campeonato Brasileiro, Santos e Botafogo se enfrentam neste domingo, a partir das 18h30 (horário de Brasília), na Vila Belmiro. O time paulista cresceu nas últimas rodadas da competição e entrou na briga por um lugar no G4, que dá vaga para a próxima edição da Copa Libertadores da América. Já o carioca persegue o líder Cruzeiro, e está na disputa direta pelo título do Brasileirão.

Confira a classificação completa do Brasileirão 2013

Fabio Castro/ Agif/Gazeta Press
Santos tenta se recuperar de derrota para o Flamengo para buscar G4 do Brasileirão

A equipe praiana, que vinha de duas vitórias seguidas, diante de Goiás e Internacional, respectivamente, foi derrotada pelo Flamengo, na última quinta-feira. Porém, apesar da maratona de jogos para os santistas, o técnico Claudinei Oliveira acredita que o seu time pode superar o cansaço e ganhar do Botafogo, uma das sensações da Série A em 2013.

"Lamento muito o insucesso contra o Flamengo, assim como lamentamos perder contra o Atlético-PR. Mas vencemos o Inter, fizemos três pontos (fora de casa) e somamos uma vitória, que é critério de desempate. Agora, nós temos que ter equilíbrio, recuperar os atletas e pensar que já temos um jogo importantíssimo contra o Botafogo", destacou Claudinei.

Para o duelo com os cariocas, o treinador do Santos espera contar com o retorno do meia Montillo. O argentino está recuperado de uma lesão no bíceps da coxa esquerda e a sua volta aos gramados depende apenas do aval do departamento médico do clube praiano. O volante Arouca também está recuperado de contusão e é outro que pode surgir entre os titulares.

Se por um lado Montillo e Arouca ainda são dúvidas, por outro Claudinei Oliveira tem assegurado o retorno do zagueiro Edu Dracena. O capitão santista deve voltar ao time, provavelmente formando dupla de zaga com Durval. Nas demais posições, o Peixe não deve sofrer alterações.

No Botafogo, o técnico Oswaldo de Oliveira conversou com seus jogadores sobre a necessidade de eles não se sentirem pressionados em perseguir o Cruzeiro. A ideia é evitar que a pressão aumente em um jogo que já não se desenha tranquilo.

"Enfrentar o Santos na Vila Belmiro é sempre complicado, e isso já é pressão naturalmente. Não precisamos aumentar essa pressão. Portanto, o nosso pensamento não está em alcançar o Cruzeiro logo e, sim, em ir somando o máximo de pontos possível para nos mantermos entre os primeiros colocados, já que a tendência é o título ser definido mais na frente", disse Oswaldo.

A necessidade de vitória do Santos é algo que vem sendo trabalhado pelo Botafogo, que espera realmente uma forte pressão. "Nós sabemos que o Santos vai tentar tomar a iniciativa do confronto e nos pressionar bastante, pois joga em casa e a torcida vai tentar empurrar o time. Já lidamos com essa situação em alguns momentos, em outras partidas, e nos saímos bem. Portanto, é preciso equilíbrio e inteligência para construirmos o resultado que nos interessa", analisou o atacante Rafael Marques.

Em termos de escalação, o Botafogo poderá contar com o retorno do goleiro Jéfferson, que estava servindo à Seleção Brasileira em amistosos internacionais e reaparece na vaga de Renan. Já o meia uruguaio Lodeiro recebeu o terceiro cartão amarelo diante do Corinthians e vai cumprir suspensão, dando a vaga para a entrada de Hyuri.

FICHA TÉCNICA - SANTOS X BOTAFOGO

Local: Vila Belmiro, em Santos (SP)
Data: 15 de setembro de 2013 (domingo)
Horário: 18h30 (horário de Brasília)
Árbitro: André Luiz de Freitas Castro (GO)
Assistentes: Cristhian Passos Sorence (GO) e Nadine Schramm Camara Bastos (SC)

SANTOS: Aranha; Cicinho, Edu Dracena, Durval e Mena; Alison, Renê Júnior (Arouca), Cícero e Montillo (Renato Abreu); Everton Costa e Thiago Ribeiro
Técnico: Claudinei Oliveira

BOTAFOGO: Jéfferson, Edilson, Dória, Bolívar e Julio César; Marcelo Mattos, Renato, Seedorf e Hyuri; Rafael Marques e Elias
Técnico: Oswaldo de Oliveira

Leia tudo sobre: santosbotafogobrasileirãoigspigrj

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas