Elenco com "90% de jogadores com passagem pela seleção brasileira" dá confiança a presidente em vencer possível disputa contra alemães no Marrocos em dezembro

Antonio Anastasia entregou placa a Alexandre Kalil comemorando a conquista atleticana
Bruno Cantini/Flickr Clube Atlético Mineiro
Antonio Anastasia entregou placa a Alexandre Kalil comemorando a conquista atleticana

Presidente do Atlético-MG , Alexandre Kalil está confiante de que o atual elenco de seu time é capaz de derrotar o Bayern de Munique em uma eventual final do Mundial de Clubes da Fifa. Em entrevista à TV Globo , o dirigente afirmou que sua confiança está no fato de muitos jogadores do grupo terem passagem pela seleção brasileira.

Acha que o Atlético-MG tem chances de conquistar o Mundial de Clubes? Comente

"Eu acho que nós temos uma boa chance, porque o time do Atlético-MG que vai disputar o mundial é qualificado. Praticamente 90% dos jogadores passaram pela seleção brasileira. Não é a seleção da Suécia ou outro lugar, é a brasileira. Então, temos um grupo qualificado", disse Kalil.

"Seguindo esse tipo de raciocínio, temos chances, até porque é um tiro muito curto. Se entrar determinado, como foi na Libertadores, há chances, sem dúvida nenhuma", emendou o presidente.

O ano de 2013 vem sendo muito positivo para as finanças atleticanas. A presença do Ronaldinho Gaúcho, somada ao título da Libertadores e a disputa do Mundial no final da temporada, está ajudando a encher os cofres do clube.

"Em venda de camisas, produtos que são comercializados, quota de mundial para ir, quota de campeão da Libertadores, você passa a ter o terceiro pay-per-view do Brasil, o que é um fato inédito. Tirando o eixo Rio-São Paulo, isso nunca teve. Então, ele capitaliza por si só. Eu acho que nós temos que habituar mais a isso. Já temos uma Libertadores para disputar, Recopa, Mundial, que são coisas muito importantes. Tudo isso é dinheiro, é renda", comentou Kalil.

Relembre a caminhada do Atlético-MG na Libertadores 2013:

Sobre o camisa 10, que tem contrato com o Atlético-MG até o final do ano, o dirigente falou acreditar que pode permanecer no time em 2014.

"Eu acho que o Ronaldinho vai ser igual ao ano que vem. Ele é um jogador financeiramente independente, mas é a vontade dele. É um cara que tem que estar feliz e tem mostrado isso aqui. Eu acho que se continuar feliz no Atlético-MG, não sai por dinheiro nenhum, porque ele já sabe o que é felicidade e a infelicidade no futebol", encerrou o presidente.

O Atlético-MG fará sua estreia no Mundial no dia 18 de dezembro, em Marrakesh, no Marrocos. Caso vença, pode ter o Bayern de Munique peça frente na decisão marcada para o dia 21.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.