À revista, Pato não aceita falar de namoro e diz que se cobra muito em campo

Por iG São Paulo |

compartilhe

Tamanho do texto

Atacante do Corinthians evita falar da insatisfação da torcida e de seus últimos romances

André Brandão/Revista Poder
Pato faz o gesto que tem acompanhado seus gols em sessão de fotos para revista

O atacante Alexandre Pato, do Corinthians, concedeu entrevista para a última edição da revista "Poder" e, segundo a própria publicação, foi impossível "apertar" o jogador para ele falar de assuntos mais "espinhosos". Tentou-se abordar a dificuldade que ele vem tendo para agradar a torcida corintiana, mas o tema foi só um dos vetados pela assessoria do jogador.

Deixe seu comentário para esta notícia

Perguntado se a cobrança é maior sobre um astro por ele ter um salário superior aos demais jogadores, ele evitou qualquer saia justa. “Escuto tudo o que o treinador diz. Eu sou a pessoa que mais se cobra”.

Perguntas sobre sobre os relacionamentos com Sthefany Brito e Barbara Berlusconi foram todas cortadas. "As perguntas que sobraram, nem todas respondidas, foram teleguiadas por sua assessora que emitia sons mudos para 'sim' e para 'não'", disse a "Poder", em nota.

Durante a entrevista Pato disse que pretende vender sua Ferrari personalizada na Itália, envelopada de dourado e decorada com adesivos de avião caça Mustang. Ele só não revelou o preço. A revista estará disponível nas bancas de São Paulo nesta sexta-feira e em todo o Brasil a partir do dia 19 de setembro.

Leia tudo sobre: corinthiansigspbrasileirãoalexandre pato

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas