Para o comandante botafoguense, a vitória construída contra o Corinthians foi importante para mostrar que o time tem outros jogadores com poder de decisão

Os holofotes estavam voltados para o holandês Seedorf nesta quarta-feira, no duelo entre Botafogo e Corinthians, no Estádio do Maracanã, mas novamente foi um garoto que roubou a cena. No fim, Hyuri marcou o gol da vitória do time carioca, deixando a equipe mais próxima do topo do Campeonato Brasileiro. Após o triunfo, o treinador Oswaldo de Oliveira comentou a atuação de sua equipe e ressaltou a força do coletivo.

Com gol no fim, Botafogo bate Corinthians e segue caça ao Cruzeiro na liderança

Para o comandante botafoguense, a vitória construída desta forma foi importante para mostrar que o time de General Severiano não depende apenas do meia Seedorf, já que tem outros jogadores com poder de decisão. Em uma partida na qual o holandês não deu passe para o gol e não balançou as redes, Oswaldo elogiou o jogador, mas preferiu exaltar os demais.

Hyuri comemora gol do Botafogo contra o Corinthians
Bruno Turano/Agência Eleven/Gazeta Press
Hyuri comemora gol do Botafogo contra o Corinthians

"Eu acho que isso é muito importante do ponto de vista moral, pois dá confiança, dá tranquilidade, porque é inegável a qualidade do Seedorf, é inegável que há uma mobilização muito grande em torno dele. Cada vez que a gente consegue uma vitória independente da qualidade dele, eu acho que é muito saudável para o time", afirmou o treiandor.

Marcelo Mattos destaca “safra boa” do Botafogo em mais uma vitória

Questionado sobre o momento que o Botafogo vem atravessando, Oswaldo se comparou ao torcedor."Eu fico muito feliz, eu me igualo à felicidade da torcida, feliz por tudo que está acontecendo, da maneira que está acontecendo", destacou o comandante alvinegro, que também comentou sobre a atuação do garoto Hyuri, que voltou a marcar pelo clube carioca.

"O Hyuri, fazendo hoje o seu terceiro gol, e um gol decisivo, que nos deu os três pontos, é um momento raro de felicidade, porque é um menino que a gente viu no Campeonato Carioca, passava despercebido e, de repente veste a camisa do Botafogo como um grande ídolo, já conquistando a torcida. É uma tacada de 100%", concluiu o comandante.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.