Enderson considera injusta a derrota para o Cruzeiro e elogia atuação do Goiás

Por Gazeta |

compartilhe

Tamanho do texto

Técnico também lamentou o fim da invencibilidade jogando no Serra Dourada. Eram 41 jogos sem perder como mandante

Gazeta Press
Enderson Moreira lamenta derrota no Brasileirão

Ao ser derrotado por 2 a 1 pelo Cruzeiro na noite de quarta-feira no Serra Dourada, o Goiás não só estacionou nos 26 pontos no Campeonato Brasileiro, como também deu adeus a uma marca de 41 jogos de invencibilidade como mandante no estádio. A última derrota do Esmeraldino atuando em casa havia sido contra o Salgueiro, há quase dois anos, em 23 de setembro de 2011, pela Série B. De lá pra cá, o time obteve 30 vitórias e 11 empates atuando em seus domínios.

Deixe o seu recado e comente com os outros internautas

Após a partida, o técnico Enderson Moreira comentou a quebra da marca e disse que a equipe agora tem que tratar de recuperar os pontos perdidos nos jogos como visitante: "Isso é coisa de campeonato. Em algum momento iríamos perder a invencibilidade em casa. Eram quase dois anos, não dá para manter uma trajetória assim. Temos jogos muito difíceis e teremos de recuperar fora de casa. Poderíamos ter perdido contra Vitória ou Atlético-PR na Série B do ano passado, só que felizmente conseguimos reagir. Hoje (quarta-feira) não foi nosso dia".

Apesar de exaltar a qualidade do adversário, que lidera o Brasileiro, o treinador considerou a derrota injusta pelo futebol apresentado por seus comandados: "A gente fez um jogo bom e eu acho que a gente merecia um resultado melhor, com as ausências que tivemos, acho que demos mostras de que estamos bem. Evidente que com o resultado a gente fica chateado, porque a gente merecia outro resultado. Hoje, nós sofremos o gol no melhor momento da nossa equipe na partida, no 2º tempo. Futebol é isso, não tem justiça, às vezes você joga mal e vence, e às vezes joga bem e não consegue o resultado".

Mesmo com a derrota, Enderson acredita que o bom desempenho, mesmo sem poder contar com titulares como Ernando, Dudu Cearense, Amaral e Walter, sirva como demonstração da qualidade do elenco esmeraldino: "É preciso dizer também que se o Goiás fez um bom jogo, contra o líder, e com desfalques, é sinal de que temos um bom elenco. Não é um elenco estrelado como o do Cruzeiro, mas provamos ter peças capazes de atuar em alto nível. Mas acho que a gente fez um bom jogo, criamos alternativas dentro do time, tivemos um envolvimento, outros atletas participaram mais da criação. Temos que estar preparados para suprir as ausências".

Agora, o Goiás tentará recuperar os pontos perdidos no Serra Dourada, domingo, às 16h (de Brasília), diante do Corinthians, no Pacaembu. 

Leia tudo sobre: GoiásBrasileirão

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas