Vice-presidente de futebol do Flu, Sandro Lima renuncia ao cargo

Por Gazeta |

compartilhe

Tamanho do texto

Dirigente pediu demissão após revelação que era remunerado pela Unimed, o que fere o estatuto do clube carioca

Divulgação/Fluminense F.C.
Sandro Lima renunciou ao cargo de vice de futebol do Fluminense

Por meio de nota publicada em seu site oficial e assinada pelo presidente Peter Siemsen, o Fluminense anunciou a renúncia de Sandro Lima, vice-presidente de futebol do clube. O dirigente pediu demissão após reportagem da ESPN Brasil revelar que Lima era remunerado pela Unimed, patrocinadora do clube, o que fere o estatuto.

Deixe o seu recado e comente esta notícia com outros torcedores

"Agradeço o trabalho realizado por ele à frente do futebol do Fluminense nos últimos 28 meses, período em que o clube teve conquistas importantes sem prejuízo para o trabalho de reestruturação interna e redução de custos. Com a saída do Vice-Presidente, assumo interinamente a função, na forma e no prazo estipulados pelo Estatuto do Clube", diz a nota publicada por Siemsen.

Confira a classificação e a tabela de jogos do Brasileirão

Em sua carta de demissão, também disponível no site do Tricolor, Lima diz que sua saída foi motivada pelo estremecimento da relação entre o Flu e a Unimed, empresa de seguros de saúde com que os cariocas têm parceria há 15 anos. Reportagem da ESPN Brasil mostrou que Sandro Lima era remunerado pela Unimed, o que fere o estatuto do clube.

"Tomo essa decisão de forma tranquila, movida pela exclusiva vontade de eliminar qualquer tipo de polêmica que possa prejudicar as duas instituições em um momento particularmente delicado dos seus 15 anos de parceria e, também, para ajudar nos esforços que o Fluminense Football Club realiza para recuperar o seu melhor desempenho esportivo", declarou.

Confira a íntegra da nota divulgada no site do Fluminense:

Recebi ontem e acolho a renúncia do Vice-Presidente de Futebol, Sandro Lima, que, com a atitude, age novamente preocupado com a instituição. Agradeço o trabalho realizado por ele à frente do futebol do Fluminense nos últimos 28 meses, período em que o clube teve conquistas importantes sem prejuízo para o trabalho de reestruturação interna e redução de custos. Com a saída do Vice-Presidente, assumo interinamente a função, na forma e no prazo estipulados pelo Estatuto do Clube.

Peter Siemsen, Presidente.

Abaixo, a carta de renúncia de Sandro Lima

Tendo tomado conhecimento que a relação com a UNIMED-Rio, estabelecida com contrato formal em Outubro de 2010, onde para evitar o constrangimento tanto para a patrocinadora quanto para o Fluminense Football Club, no qual exerço a função de Vice-Presidente de Futebol desde maio de 2011, apresento a minha renúncia ao cargo, na manhã desta terça-feira, dia 10 de setembro de 2013, ao presidente Peter Siemsen.

Tomo essa decisão de forma tranquila, movida pela exclusiva vontade de eliminar qualquer tipo de polêmica que possa prejudicar as duas instituições em um momento particularmente delicado dos seus 15 anos de parceria e, também, para ajudar nos esforços que o Fluminense Football Club realiza para recuperar o seu melhor desempenho esportivo.

Agradeço pela oportunidade de ter contribuído nos últimos quase três anos para que o Tricolor alcançasse resultados históricos e títulos importantes no cenário do Futebol Brasileiro.

Independente do cargo ou de onde eu estiver, o melhor de minha contribuição sempre estará à disposição do Fluminense Football Club.

Sandro Lima

Leia tudo sobre: fluminenseunimedsandro limapeter siemsembrasileirao

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas