Preocupado com a maratona, Aranha vê pressão dos jogos atrapalhar

Por Gazeta |

compartilhe

Tamanho do texto

Santos vai entrar em campo três vezes em menos de uma semana, fato que deixa o goleiro do time com receio

Em menos de uma semana, o Santos entrará em campo três vezes. A "maratona" começa diante do Internacional-RS, nesta terça-feira, em Novo Hamburgo (RS). Dois dias depois, o time visita o Flamengo, no Maracanã. Por último, a equipe praiana recebe o Botafogo, no próximo domingo, na Vila Belmiro. Preocupado com a grande quantidade de jogos em pouco tempo, o goleiro Aranha espera que os santistas possam manter o nível de exibição nestas partidas.

Santos viaja para encarar o Internacional nesta terça-feira

"Na verdade o que mais preocupa é que, quanto mais você joga, mais chances tem de se machucar, de errar e de acertar também. Mas normalmente os erros custam caro. Essa sequência é complicada, tanto física quanto psicologicamente. No entanto, o que mais importa são os resultados. Nem sempre em uma maratona dessas você consegue manter o nível", disse o camisa 1 alvinegro, destacando outro fator negativo de tantos compromissos seguidos.

Flickr/Santos F.C.
Aranha, goleiro do Santos

Para Aranha, os times que têm este tipo de calendário sofrem um desgaste maior em relação aos demais integrantes da Série A. "Quanto mais você joga, mais exposta a equipe está. Em uma sequência grande, precisamos jogar bem e vencer. Quem joga menos, se expõe menos e é menos pressionado. Mas o que atrapalha mesmo é a pressão dos jogos", comentou.

O Santos enfrenta o Colorado, em jogo atrasado válido pela 10ª rodada do Brasileirão. Atualmente, o Peixe ocupa a nona posição no campeonato, com 25 pontos ganhos. Além do embate com o Inter, os alvinegros precisam disputar a partida contra o Náutico, no próximo dia 25, na Vila Belmiro, para igualar o número de exibições com relação a todos os clubes da Série A.

Leia tudo sobre: AranhaSantosigspbrasileirão

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas