Meta é Libertadores, mas Tite ignora matemática pessimista para hexa

Por iG São Paulo * |

compartilhe

Tamanho do texto

Treinador admite que primeiro passo para a sequência do Corinthians na temporada é assegurar a quinta participação consecutiva na competição continental

Futura Press
Tite, técnico do Corinthians

Tite teve uma nova reunião com o presidente Mário Gobbi, na última segunda-feira, na qual foi reiterado o grande objetivo do Corinthians até o fim do ano: conquistar uma vaga na próxima Libertadores. A chance de brigar pelo hexacampeonato brasileiro ficou muito distante ao fim do primeiro turno e, segundo o matemático Tristão Garcia, caiu para 1%.

Deixe seu recado e comente a notícia com outros torcedores

"A matemática fica para a matemática. Isto aqui é futebol. O basquete tem mais a coisa dos números, faz o somatório de pontos. O futebol tem uma característica muito única, um time joga por uma bola e vence o jogo. Matemática não joga bola, nem o Tristão joga bola. No máximo, uma peladinha", sorriu o técnico, bem-humorado.

Brincadeira à parte, Tite explicou o que foi conversado com Mário Gobbi. É evidente que buscar um título seria uma ótima maneira de terminar a temporada, porém o primeiro passo é assegurar a quinta participação seguida na principal competição sul-americana.

"Nós queremos a Libertadores. Há três caminhos para isso: título do Brasileiro, título da Copa do Brasil ou G4. O mais próximo, no momento, é o G4", afirmou o treinador.

Em quinto lugar no Nacional, o Corinthians está a quatro pontos do atual quarto colocado, o Atlético-PR. O Botafogo, adversário da próxima partida, é o vice-líder e tem seis pontos de vantagem sobre o time do Parque São Jorge.

"O que temos agora é um jogo decisivo. Estabelecemos os objetivos reais do momento. O que passou passou. Tenho que buscar o objetivo do clube, e temos uma decisão pela frente, contra um concorrente direto", disse Tite.

*com Gazeta

Leia tudo sobre: CorinthiansBrasileirão

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas