Paulo André pede mais ousadia nas jogadas ofensivas do Corinthians

Por iG São Paulo * |

compartilhe

Tamanho do texto

Time encerrou o primeiro turno do Brasileirão fora do G4, distante da liderança e com um dos piores ataques da competição

Daniel Augusto/Agência Corinthians
Paulo André foi usado como centroavante no Pacaembu

O Corinthians encerrou o primeiro turno fora do grupo dos quatro melhores do Campeonato Brasileiro e também distante da liderança. Por isso, o zagueiro Paulo André admitiu as dificuldades que a equipe vem encontrando para furar os bloqueios dos adversários, principalmente em confrontos no Pacaembu.

"Estivemos muito abaixo do que podemos apresentar. Temos de criar alternativas, mudar a movimentação e o tipo de saída de bola. Precisamos ser mais ousados no mano a mano, na tentativa de buscar o gol, para obter os resultados. Todo mundo está vendo isso. Tenham certeza de que não estamos satisfeitos e nos cobramos muito para melhorar", afirmou.

Deixe seu recado e comente a notícia com outros torcedores

O Corinthians tem um dos piores ataques do Brasileirão, com apenas 19 gols marcados, superior somente a Bahia (18), Atlético-MG (18), São Paulo (17) e Náutico (nove). No entanto, Paulo André adverte que o problema não é apenas dos atacantes, mas sim de toda a equipe.

"Estamos tendo muita dificuldade na criação do jogo, e não estou direcionando isso a Danilo e Douglas. Os times vêm ao Pacaembu marcando laterais, meias, atacantes... A bola fica para mim e para o Gil, e nós temos de criar as jogadas. Temos de dar melhores passes, mas também com mais movimentação dos atacantes e visão de jogo dos meias", completou.

Além dos problemas contra times fechados, o Corinthians também sofre com os desfalques na frente. Na partida contra o Náutico, no domingo, Tite não pôde contar com Emerson Sheik, Alexandre Pato, Guerrero, Douglas e Renato Augusto.

*Com Gazeta

Leia tudo sobre: corinthiansbrasileirão

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas