Adriano recusa a fazer teste do bafômetro em blitz da “Lei Seca”

Por Gazeta |

compartilhe

Tamanho do texto

Atacante foi multado em R$ 1915,40, além de ter a carteira de motorista apreendida na madrugada deste domingo

Divulgação
Adriano se negou a fazer teste do bafômetro

Enquanto aguarda propostas para voltar aos gramados, Adriano voltou a ser manchete fora das quatro linhas. O atacante se recusou a fazer o teste do bafômetro após ser parado por blitz da "Lei Seca" na Zona Oeste do Rio de Janeiro e foi multado em R$ 1915,40, além de ter a carteira de motorista apreendida na madrugada deste domingo.

Deixe seu recado e comente a notícia com outros torcedores

A operação policial foi realizada em avenida da região da Barra da Tijuca e o jogador que não atua profissionalmente desde que deixou o Corinthians no primeiro semestre do ano passado precisou chamar um amigo que não tivesse ingerido bebidas alcóolicas para que seu veículo, uma Mercedes Benz branca modelo CLS 63, também fosse apreendido.

Longe da forma física ideal, tanto pelo excesso de peso, quanto pela recuperação interrompida de uma lesão no tendão de Aquiles, o Imperador foi cogitado em dois clubes nesta temporada. No início do ano, o Internacional desistiu de contratá-lo após realizar exames médicos, enquanto o Botafogo recusou negociar pelo histórico do centroavante.

Adriano coloca foto em rede social para mostrar boa forma. Foto: ReproduçãoAdriano veste a camisa do Atlético-PR. Foto: DivulgaçãoAntes do Atlético-PR, último clube de Adriano foi o Flamengo. A terceira passagem pelo clube terminou sem que ele entrasse em campo . Foto: VipcommAdriano coleciona polêmicas. Ele foi flagrado em balada um dia antes de faltar a treino do Flamengo. Foto: Reprodução/FacebookAdriano treina no Flamengo após se recuperar de cirurgia no calcanhar. Foto: VipcommAdriano retirou os pontos da operação no tendão de Aquiles. Foto: DivulgaçãoO clássico contra o Santos, em março de 2012, foi a última partida de Adriano no Corinthians. Foto: Gazeta PressAdriano corre para comemorar gol marcado contra o Botafogo-SP, no dia 25/2/2012, o último antes de operar o calcanhar. Foto: Gazeta PressAdriano foi o grande nome da conquista do título pelo Flamengo, em 2009. Foto: AEAdriano ainda voltou para a Inter, mas seguiu com problemas, abandonou o time e decidiu dar um tempo na carreira em 2009. Foto: Getty ImagesTrês semanas depois, Adriano resolveu voltar a jogar e assinou com o Flamengo, no final de abril de 2009. Foto: Gazeta PressCrise começou em 2006, com a morte do paí. Depois de problemas com bebidas, ele se recuperou no Brasil e jogou no São Paulo no primeiro semestre de 2008. Foto: Gazeta PressAdriano colecinou títulos com camisa da Inter de Milão como duas Copa da Itália e quatro taças do Italiano. Foto: Getty ImagesEle deixou a sua marca na Copa de 2006 e fez gol na partida diante da Austrália. Foto: Getty ImagesMas a Copa de 2006 acabou na derrota para a França, nas quartas de final. Adriano ainda exibia boa forma naquela época. Foto: Getty ImagesAdriano foi convocado pela seleção brasileira até 2009 (foto), mas acabou fora da Copa de 2010. Foto: Getty ImagesAdriano comemora gol para o Brasil na final da Copa das Confederações contra a Argentina, em 2005. Foto: Getty Images

Confira a nota oficial divulgada pelo Governo do Rio sobre o episódio:

"O jogador de futebol Adriano Leite Ribeiro foi abordado por agentes da Operação Lei Seca, da Secretaria de Estado de Governo do Rio de Janeiro, na madrugada deste sábado (07/09), durante blitz na Avenida das Américas, na Barra da Tijuca. Ele se recusou a fazer o teste do etilômetro, sofrendo as seguintes sanções administrativas: recolhimento da Carteira Nacional de Habilitação (CNH), multa de R$ 1.915,40 e perda de 7 pontos na carteira. A infração é considerada gravíssima.

Leia tudo sobre: Adriano

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas