Time vem de derrota para o Internacional e tem muitos desfalques para a partida diante do Náutico pelo Brasileirão

Alessandro, lateral do Corinthians
Daniel Augusto/Agência Corinthians
Alessandro, lateral do Corinthians

O Corinthians tem muitos desfalques, mas não pode vacilar na quarta-feira se quiser manter a esperança de brigar pelo título do Campeonato Brasileiro . O jeito, segundo Alessandro, um dos muitos reservas escalados para pegar o Náutico no Pacaembu, é confiar um no outro.

Deixe seu recado e comente a notícia com outros torcedores

"Eu vou ter a oportunidade de atuar, o Edenílson vai jogar mais adiantado, o Ibson mais ainda, um dos garotos vai ter sua chance. Que a gente possa olhar um para o outro e confiar na capacidade de cada um. Não adianta a gente se apegar a uma possível desculpa futura", disse.

Estão fora do jogo Fábio Santos, Guilherme, Renato Augusto, Douglas, Emerson, Alexandre Pato e Guerrero. Com isso, é provável que Léo, de 18 anos, seja escalado na frente. Paulo Victor, de 20, também tem boa chance de participar de ao menos parte do confronto.

"O torcedor precisa ter paciência com esses jovens, que são promissores, precisa abraçar um pouquinho, incentivar. É um jogo importante, eles vão carregar certa responsabilidade. A gente confia muito neles, mas que o torcedor dê um incentivo, uma força a mais. Nosso torcedor é assim, abraça a equipe", afirmou Alessandro.

Com desfalques ou não, o Corinthians levará ao Pacaembu a necessidade de vencer. O Náutico não tem tantas baixas - só Ricardo Berna e Martinez estão fora -, mas faz uma campanha ridícula no Brasileiro e, com oito pontos, ocupa a última colocação. O rebaixamento é questão de tempo.

Escaldados pela derrota para o Luverdense na Copa do Brasil - o time do Parque São Jorge ganhou o segundo jogo e sobreviveu -, os atletas procuram mostrar respeito ao adversário, que já perdeu duas vezes nesta semana. São seis derrotas consecutivas na competição.

"A responsabilidade nossa é enorme. Temos de respeitar o Náutico, mas buscar um bom resultado. É importante, como era importante vencer o Inter. Precisamos terminar o primeiro turno com vitória para buscar uma sequência boa no início do returno", concluiu Alessandro.

*Com Gazeta

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.