Volante Márcio Araújo afirmou que o adversário jogou com dez jogadores na defesa

Alan Kardec passou em branco nesta terça-feira
SÉRGIO BARZAGHI/GAZETA PRESS
Alan Kardec passou em branco nesta terça-feira

A estratégia defensiva da Chapecoense no empate por 0 a 0 com o Palmeiras incomodou os jogadores do time paulista. Depois da igualdade no estádio do Pacaembu, o volante Márcio Araújo lamentou a postura do adversário, que bloqueou os avanços da equipe.

Deixe o seu recado e comente com os outros leitores

"Os caras jogaram com dez atrás por 90 minutos e estão em segundo lugar. É normal isso que eles fazem, mas parece que é mais fácil criticar nossa equipe, que estava com vários desfalques. Nós tivemos chances de fazer", afirmou.

Na noite desta terça-feira, a equipe não pôde contar com o meia Valdivia, o zagueiro Henrique e o volante Eguren, que estão servindo às seleções de Chile, Brasil e Uruguai, respectivamente. Já Leandro cumpriu suspensão automática, enquanto Vilson ainda não retornou da negociação frustrada com o Stuttgart e Ananias está entregue ao departamento médico.

Confira a classificação do Campeonato Brasileiro Série B

O empate manteve o Palmeiras na liderança da Série A, somando 42 pontos, com dois a mais que a própria Chapecoense. Apesar da permanência na primeira colocação, o atacante Alan Kardec não ficou satisfeito com o placar.

"Foi um resultado que ninguém queria, mas vamos manter a cabeça em pé. Não temos que falar sobre criação e finalização, pois, infelizmente, os gols não saíram", lamentou.

O lateral esquerdo Juninho não ficou surpreso com os problemas enfrentados na partida. "Foi um jogo difícil, contra o time que está na segunda colocação. Nós estamos no caminho certo e tivemos oportunidades, mas tinha de matar. O importante também é que não sofremos gols e vamos descansar para sábado, que será pedreira", completou, citando o duelo com o Atlético-GO.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.