Acordo entre as duas federações facilita o deslocamento de atletas no território palestino

Federações de Israel e Palestina fizeram acordo com a Fifa para facilitar a realização dos jogos
Divulgação/Fifa
Federações de Israel e Palestina fizeram acordo com a Fifa para facilitar a realização dos jogos

As federações de futebol de Israel e Palestina fizeram uma reunião na manhã desta terça-feira, na sede da Fifa, em Zurique (Suíça), selaram um acordo de entendimento para facilitar a logística das suas seleções nacionais.

A Fifa, por meio de seu presidente, Joseph Blatter, criou uma força-tarefa para desenvolver a modalidade nos dois territórios, principalmente no da Palestina. A ideia é melhorar a circulação de jogadores, técnicos, árbitros, funcionários e equipamentos será facilitada pelos Países.

A Federação Israelita de Futebol (IFA) e a Associação Palestina de Futebol (PFA) se comunicarão através de um representante oficial, mas sempre com o monitoramento da Fifa. Os dois órgãos também acertarão um "memorando de entendimento" em breve, como explicou a assessoria de imprensa da Fifa.

"O fato das duas partes concordarem em participar da força-tarefa já foi um sinal de boa vontade. Estou muito feliz com esse encontro, que leva uma proposta de desenvolver o futebol na Palestina. É minha esperança que o futebol contribua para conectar pessoas destes Países", comemorou Blatter.Além de Blatter, o secretário-geral da Fifa, Jérôme Valcke, e os presidentes da Uefa, da IFA e da PFA, Michel Platini, Avi Luzon e Jibril Rajoub, respectivamente, também participaram do encontro desta terça. Ao final da reunião, Luzon e Rajoub tiraram uma foto apertando as mãos.

A diferença entre Israel e Palestina no futebol pode ser clara no ranking de seleções da Fifa, em que a primeira aparece na 63ª colocação, e a segunda, na 150ª. Os israelitas até poderão se classificar para a próxima Copa do Mundo, já que estão na terceira posição do Grupo F das Eliminatórias.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.