Técnico santista aprovou atuação e acredita que vitória contra o Flu dá confiança ao time

A vitória por 2 a 0 sobre o Fluminense , no Maracanã, encheu o técnico Claudinei Oliveira de confiança para a sequência do Santos no Campeonato Brasileiro . Apesar de ainda estar na parte intermediária da classificação, o treinador efetivado vislumbra o Peixe na luta pela classificação para a próxima Copa Libertadores da América.

Santos triunfou no Maracanã e agora sonha alto
Gazeta Press
Santos triunfou no Maracanã e agora sonha alto

Veja a tabela completa do Brasileirão

"Nós vamos brigar pelo G-4. Não sei se vamos conseguir, mas nosso time vem mostrando a cada jogo que luta por todas as bolas e isso, aliado à qualidade técnica, faz a diferença", afirmou.

Leia mais: Santos vence no Maracanã e agrava turbulência do Fluminense

O Santos assegurou sem sustos o triunfo sobre o Fluminense, na noite de sábado, com gols de Thiago Ribeiro e Cícero, ainda no primeiro tempo. Com o resultado positivo, o Peixe alcançou a 11ª posição, mas pode perder o lugar no complemento da rodada, neste domingo. Entretanto, o treinador lembra que seu time ainda tem dois jogos adiados para dar um salto na tabela.

"Esperamos chegar longe e temos dois jogos a menos. O G-4 não é impossível, mas temos pés no chão. Vamos enfrentar agora mais um adversário difícil, que é o Atlético-PR. O time deles está muito bem desde que o Vágner Mancini chegou. Vamos ver o que temos de melhor para buscar os pontos em Curitiba", completou.

Claudinei, que nesta semana deixou a condição de interino e foi efetivado, com contrato reformulado, tem seu próximo compromisso na quarta-feira, quando enfrentará o Furacão, em Curitiba.

Lesão de Montillo causa alerta
Oliveira está preocupado com a sequência de partidas que o Santos terá em setembro. Depois de ter perdido Montillo por lesão, o treinador tem o receio de que a sequência no Campeonato Brasileiro traga mais problemas.

"Está complicado. Quando o jogo do Santos contra o Náutico não aconteceu, alegaram que haveria um desequilíbrio técnico na tabela. Mas, agora, teremos uma série com duas partidas fora, uma em casa e mais duas fora. Isso sim é um desequilíbrio técnico, é inconcebível. Falo agora porque ganhamos e para não parecer desculpa", afirmou.

O próximo jogo do Santos será na noite de quarta-feira contra o Atlético-PR, na Vila Capanema, em Curitiba. Em seguida, recebe o Goiás (dia 7, na Vila Belmiro), visita o Internacional (dia 10, em Novo Hamburgo) e também o Flamengo (dia 12, fora de casa, mas em local ainda indefinido).

"Se tivermos uma pontuação boa, podemos revezar nas posições em que temos mais jogadores. O Montillo estourou por causa da sequência de jogos. Perdemos a estrela do time, que vinha se destacando. Isso é ruim para o Santos e para o torcedor que vai ao campo", lamentou.

O armador sofreu um edema na coxa esquerda na quarta-feira, na derrota para o Grêmio, pela Copa do Brasil, e desfalcou o Santos no triunfo sobre o Fluminense.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.