Goleiro do Sport defendeu três cobranças do arquirrival e deu vaga para a sua equipe às oitavas da Sul-Americana

O Náutico bem que tentou, reverteu o resultado de 2 a 0 no tempo normal, pressionou, mas acabou parando no goleiro Magrão do Sport , que se agigantou na disputa de pênaltis, defendeu três cobranças do rival e garantiu o Rubro-negro nas oitavas de final da Sul-americana.

Sport passou pelo Náutico no clássico pernambucano na Sul-Americana
W. CORREIA NETO/Gazeta Press
Sport passou pelo Náutico no clássico pernambucano na Sul-Americana

O alvirrubro foi melhor na partida, comandou as ações e abriu o placar no final da primeira etapa com Elicarlos. No segundo tempo, o uruguaio Olivera fez um golaço e aumentou.

Mesmo com um homem a mais nos dez minutos finais, o Timbu não conseguiu o último gol para se classificar com bola rolando e o jogo foi para os pênaltis.

Felipe Azevedo, Marcelo Cordeiro e Patric converteram para o Sport, enquanto Olivera, Tiago Real e Rogério pararam em Magrão e o Sport venceu por 3 a 1. Agora, a equipe rubro-negra vai encarar o Libertad (PAR), que venceu o Mineros (VEN), por 2 a 1 nesta quarta e como já havia vencido na ida por 2 a 0, garantiu a vaga nas oitavas de final.

O jogo - Com o regulamento debaixo do braço, o Sport se propôs a jogar nos contra-ataques desde o início, enquanto o Náutico segurava a bola no ataque e buscava reverter o resultado negativo do primeiro jogo.

Aos 16 minutos, Rogério bateu forte de fora da área e obrigou o goleiro Magrão a fazer uma ótima defesa, salvando o Sport.

O Sport pouco atacava e só deu seu primeiro chute depois dos vinte minutos. Aos 38, veio o primeiro lance de perigo. Camilo bateu falta com a perna esquerda e Ricardo Berna foi buscar no ângulo.

Porém, aos 47, o Náutico chegou ao gol. Morales cobrou falta na área e Elicarlos subiu alto para ganhar de toda a zaga rubro-negra e mandar de cabeça no canto de Magrão, que nada pôde fazer.

Os técnicos mexeram em suas equipes, mas o panorama do jogo não mudou. O Náutico continuou mandando nas ações e conseguiu fazer o segundo.

Aos 17 minutos, Olivera tocou no alto para Tiago Real, que devolveu de cabeça para o uruguaio. Ele emendou de primeira para o gol e acertou o ângulo de Magrão.

Aos 36 minutos, em uma sequência de faltas sobre Rogério, Pery, do Sport acabou expulso e a pressão do Timbu só aumentou.

Aos 39 minutos, Jonatas Belusso colocou na área e Olivera cabeceou por cima, perdendo boa chance. Martinez, de longe, quase fez aos 42 e o jogo ficou aberto até o apito final, que decretou os pênaltis.

Nas penalidades máximas, o Leão da Ilha foi mais eficiente. Magrão pegou os pênaltis de Olivera, Tiago Real e Rogério e o Sport não perdeu nenhum, fechando o placar em 3 a 1 e avançando para a fase internacional da Sul-americana.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.