Barcelona empata com Atlético, e gol de Neymar no 1º jogo dá título da Supercopa

Por iG São Paulo | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Em duelo tenso, Messi perdeu pênalti e partida terminou empatada por 0 a 0. Gol de Neymar no 1 a 1 no jogo de ida garantiu primeiro título do brasileiro pelo Barcelona

O Barcelona não teve vida fácil nesta quarta-feira em pleno Camp Nou. Sem conseguir envolver a forte defesa do Atlético de Madri e com Lionel Messi pouco inspirado, o time catalão contou com os milagres de Victor Valdés para manter o 0 a 0 no placar e com o gol marcado por Neymar no jogo de ida para ficar com o título da Supercopa da Espanha.

Neymar vai brilhar com a camisa do Barcelona? Opine!

Reuters
Neymar carrega seu primeiro troféu pelo Barcelona


Os culé não encontraram espaços na defesa madrilena e pararam em grande atuação do brasileiro Miranda. Quando partiu para o ataque, os colchoneros desmontaram a zaga mandante e perderam boas chances com Koke e Arda Turan no final do primeiro tempo e logo nos primeiros minutos da etapa complementar.

Já nos minutos finais, o jogo voltou a esquentar. Os brasileiros Filipe Luís e Daniel Alves trocaram agressões, mas o árbitro expulsou apenas o lateral esquerdo atleticano. Pouco depois, Pedro caiu no gramado após trombada com Miranda e o juiz assinalou pênalti polêmico. Messi soltou bomba e carimbou o travessão, aumentando o drama antes da festa pela primeira conquista do ano, a primeira de Neymar.

O jogo
Assim como aconteceu na primeira partida decisiva, os atleticanos começaram a partida com todos os jogadores atrás do meio de campo, esperando o Barcelona se expor. Os donos da casa mostraram paciência para trabalhar a bola, mas acabaram esbarrando nas excessivas faltas cometidas pelos madrilenhos.

Getty Images
O empate de 0 a 0 do Barcelona diante do Atlético de Madri deu o primeiro título de Neymar pelo time

O primeiro cartão amarelo mostrado pelo árbitro David Fernandéz Borbalán saiu aos 25 minutos, em falta dura de Koke sobre Messi. Dois minutos depois, foi a vez de Fabregas dar carrinho perigoso em David Villa e ser amarelado. No lance seguinte, Messi foi novamente derrubado, Busquets cobrou cartão e levou o segundo cartão culé.

Com a irritação catalã, o Atlético passou a se soltar em campo e explorar as descidas desordenadas de Jordi Alba e Daniel Alves. O primeiro lance de perigo aconteceu aos 34 minutos, quando Diego Costa recebeu de Villa na esquerda, descolou passe sensacional para Gabi e viu o volante apenas rolar para trás. Koke chegou batendo colocado e Valdés fez defesa segura.

Já aos 41, os colchoneros assustaram novamente a torcida mandante em lance sensacional, novamente pelo lado esquerdo do ataque. Arda Turan tabelou com Koke, se projetou na grande área e soltou pancada de perna direita. Valdés mostrou reflexo para saltar no contrapé e fazer milagre no Camp Nou.

A etapa complementar começou e o panorama da partida continuou o mesmo. O Barça prendia a posse de bola no meio de campo, mas sofria com as tabelas rápidas dos visitantes. E Valdés precisou aparecer novamente para salvar os blaugranaem chute forte de Diego Costa da entrada da área.

Nas arquibancadas, o que era tensão se transformou em apoio intenso quando Gerardo Martino sacou o desaparecido Alexis Sánchez para a entrada de Pedro. O atacante revelado nas categorias de base do Barça incendiou a partida e abriu ainda mais espaços para Neymar infernizar a vida de Juanfran.

Na reta final da partida, Filipe Luís e Daniel Alves se desentenderam pela ponta direita do ataque catalão e o árbitro mandou o lateral esquerdo atleticano mais cedo para o chuveiro por agressão no compatriota. Minutos depois, o juiz voltou a revoltar o Atlético ao marcar pênalti duvidoso em Pedro. Na cobrança, Messi acertou o travessão e viu Neymar sair de campo como herói pelo gol marcado no empate em 1 a 1 no Vicente Calderón.

Leia tudo sobre: barcelonaatlético de madrineymarmessiespanhafutebol mundial

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas