Renato e Mancini ajustam Grêmio e Atlético-PR, enquanto Flu sofre com Luxa

Por iG São Paulo |

compartilhe

Tamanho do texto

Com melhorias no ataque e defesa, respectivamente, gremistas e atleticanos chegaram ao G4 do Brasileirão; cariocas ainda não apresentaram grandes resultados com novo técnico

Grêmio e Atlético-PR são dois exemplos que mostram que trocar de técnico no decorrer do Brasileirão pode ser positivo. Desde as contratações de Renato Gaúcho e Vagner Mancini, respectivamente, os clubes deslancharam na competição e ocupam hoje lugares no G4. Já o Fluminense, que apostou em Vanderlei Luxemburgo, é o retrato de que o sucesso com a mudança de comando não é regra.

Confira a classificação atualizada e a tabela completa do Brasileirão 2013

CRISTIANO ANDUJAR/ Agif/Gazeta Press
Grêmio venceu Flamengo em Brasília e alcançou quarta vitória consecutiva no Brasileirão
SÉRIE DE VITÓRIAS DO GRÊMIO
13ª rodada - Bahia 0 x 3 Grêmio
14ª rodada - Grêmio 3 x 1 Cruzeiro
15ª rodada - Vasco 2 x 3 Grêmio
16ª rodada - Flamengo 0 x 1 Grêmio

A diretoria gremista contratou Renato justamente para o lugar de Luxemburgo. Na ocasião, no início de julho, a decisão foi criticada por não ter sido tomada antes. O time e o novo treinador teriam mais tempo para desenvolver o trabalho se a troca tivesse sido feita antes ou pelo menos durante a Copa das Confederações, quando o Brasileirão ficou parado.

Após resultados oscilantes em suas primeiras partidas, o Grêmio engatou uma série de quatro vitórias consecutivas e se firmou na terceira colocação do torneio. Nenhuma equipe fez mais pontos nas últimas cinco rodadas. E a média de gols marcados, que antes era de um por jogo, subiu para 1,54 com Renato. Com 22 tentos, o ataque gaúcho é o sexto melhor da competição.

VEJA: Assista a gols do fim de semana pela 16ª rodada do Campeonato Brasileiro

Heuler Andrey/ Agif/Gazeta Press
Atlético-PR bateu o Botafogo e chegou a nove partidas de invencibilidade no Brasileirão


INVENCIBILIDADE DE MANCINI
8ª rodada - Atlético-PR 1 x 1 Corinthians
9ª rodada - Portuguesa 2 x 3 Atlético-PR
10ª rodada - Atlético-MG 1 x 2 Atlético-PR
11ª rodada - Atlético-PR 2 x 0 Goiás
12ª rodada - Atlético-PR 1 x 0 Bahia
13ª rodada - Internacional 2 x 2 Atlético-PR
14ª rodada - São Paulo 1 x 1 Atlético-PR
15ª rodada - Atlético-PR 2 x 1 Criciúma
16ª rodada - Atlético-PR 2 x 0 Botafogo

O Atlético-PR foi outro time que apostou em um novo técnico e se deu bem. Mas, ao contrário dos gremistas, a melhora dos atleticanos foi na parte defensiva. Com Vagner Mancini, o time encaixou uma sequência de nove partidas de invencibilidade e saiu da vice-lanterna para a quarta posição.

MAIS: No G4 e invicto há um mês no BR, Atlético-PR fala em fugir de rebaixamento

Nos nove duelos sob o comando de Mancini, o clube rubro-negro sofreu somente oito gols. Nos primeiros sete compromissos a equipe havia sido vazada 14 vezes, média de dois tentos por jogo. A defesa atleticana ainda está longe de ser a melhor do Brasileirão – fica apenas em 13ª no quesito –, mas foi o que impulsionou a escalada na tabela.

Já o Fluminense é o exemplo de que nem toda troca é positiva. O clube carioca mandou Abel Braga embora e, na décima rodada, apostou em Vanderlei Luxemburgo. Os números, no entanto, continuaram bem parecidos. Dos 18 pontos conquistados pelo time no campeonato, oito foram com cada treinador – porém, o atual disputou dois jogos a menos.

O ataque carioca piorou com Luxemburgo. Se antes tinha feito 12 gols em nove partidas, agora são sete tentos em sete duelos. A defesa, por outro lado, teve sensível melhora. Caiu de 15 gols sofridos nos primeiros nove compromissos para sete nas rodadas seguintes. O Flu saiu do 17º lugar na classificação para 15º.

Leia tudo sobre: atlético-prgrêmiofluminensebrasileirão

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas