Atacante ressalta vantagem da equipe na liderança do campeonato e acredita que ela pode fazer com que o clube priorize o título da Copa do Brasil

Alan Kardec diz que Valdivia faz falta ao time
Mauro Horita/Agif/Gazeta Press
Alan Kardec diz que Valdivia faz falta ao time

A derrota para o Boa Esporte, por 1 a 0, sofrida no último sábado, não abalou a confiança do elenco do Palmeiras. Em entrevista coletiva concedida antes do treinamento fechado na tarde desta segunda-feira, na Academia de Futebol, o atacante Alan Kardec citou a vantagem alviverde na Série B para justificar a opção do técnico Gilson Kleina por um time misto contra os mineiros.

"Está tudo muito bem encaminhado (classificação para a Série A). Sonhamos com a Copa do Brasil, porque são jogos de mata-mata. Conforme nós formos avançando, eu acho que não haverá nenhum problema em poupar alguns jogadores", disse Kardec.

Contra o Boa, o Palmeiras teve cinco mudanças em relação à partida de ida pelas oitavas de final da Copa do Brasil, contra o Atlético-PR, disputada na última quarta-feira. Poupados, Fernando Prass, Vilson, Juninho, Wesley (suspenso) e Mendieta deram lugar a Bruno, Tiago Alves, Fernandinho, Eguren e Felipe Menezes.

"Eu passei um ano no Benfica sem ritmo de jogo. E nesse jogo (contra o Boa Esporte), nós tivemos jogadores que estavam sem ritmo. Eu acho que o ritmo só acontece quando você vai treinando, jogando... Nós temos jogadores de muita qualidade, então acho que a mentalidade continua a mesma", declarou o atacante.

Para o jogador, as variações táticas aplicadas por Kleina são necessárias. Sem Valdivia e Leandro, lesionados, o treinador abriu mão do terceiro atacante nos últimos dois jogos e escalou o time com três volantes.

"Você sente quando muda uma peça ou outra, mas em algumas partidas você precisa mudar mais peças. Eu não sei dizer se foi isso (que causou a derrota contra o Boa). Mas é claro que quando você perde o Valdivia ou o Leandro, faz falta", completou.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.