Com o resultado negativo, o Flu permanece com 18 pontos no Campeonato Brasileiro, a três da zona de rebaixamento, na 15ª posição

Neste domingo o Fluminense foi derrotado por 2 a 1 pelo são Paulo , no Morumbi, utilizando o esquema tático 3-5-2, implantado pelo treinador Vanderlei Luxemburgo em algumas das últimas partidas da equipe.

Utilizado antes no empate contra o Corinthians e na vitória diante do Goiás, o esquema não teve um resultado positivo desta vez. Após a partida, Luxemburgo explicou o motivo pela escolha de uma postura mais defensiva, mas associou a derrota à apatia do time em campo e não ao sistema adotado.

Primeiro tempo apático do Fluminense no Morumbi irrita zagueiro Gum

"A escolha do esquema tático foi para deixar o São Paulo passar o primeiro tempo em branco e jogar a torcida contra eles. Mas, independente de esquema, o Flu foi apático no primeiro tempo e em jogo decisivo assim não pode faltar vibração. O São Paulo quis mais a vitória que o nosso time, e, talvez, essa tenha sido o maior erro", afirmou o treinador.

São Paulo bateu o Fluminense no Morumbi
Photocamera
São Paulo bateu o Fluminense no Morumbi

Com o resultado negativo, o Flu permanece com 18 pontos no Campeonato Brasileiro, a três da zona de rebaixamento, na 15ª posição.

De acordo com Luxa, os desfalques têm impedido que ele leve a campo o melhor que tem disponível no elenco. Mas o técnico acredita que, com a equipe completa, o Fluminense possa pensar em objetivos mais ambiciosos na competição:

"É difícil repetir o título. Podemos iniciar uma busca pela vaga na Libertadores, mas temos primeiro que sair da zona desconfortável. Temos que identificar por que o time perdeu cinco jogos seguidos. Aí você diz: "Ah, você tá mexendo no esquema tático". Mas hoje eu perdi o Fred e o Rafael Sobis. Hoje eu vi uma situação boa com o Edinho na zaga, por exemplo, mas é diferente quando o Fred joga, ele já assusta o adversário. Então a gente vai buscando resolver os problemas de lesão e encontrar soluções", disse.

Perguntado se a troca de treinador, com sua entrada no lugar de Abel Braga teria a continuidade do Fluminense, Luxa afirmou que é difícil tentar inovar em uma equipe já consolidada, mas que acredita que, com o tempo, o time vá se encaixando.

"Não vou entrar no mérito se a troca de técnico foi certa ou não até porque aqui no Brasil não se tem o pensamento de continuidade, mas eu entrei no meio de um trabalho. Agora, na situação desconfortável em que eu peguei o time, é difícil de arriscar. Vamos no ‘passo a passo’ agora. O pessoal de cima não tá tão longe ainda. O Grêmio estava perto da gente e com quatro vitórias seguidas já está lá em cima. Então, o Brasileiro é assim".

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.