Na partida contra o Náutico, o treinador também aproveitou para testar a zaga com Demerson e Lucas Fonseca

A vitória do Bahia na Arena Fonte Nova neste domingo pode ter seu valor diminuído por ter sido em cima do lanterna da competição, porém não para o técnico Cristóvão Borges, que acredita que o Náutico ainda tirará muitos pontos de grandes equipes no Campeonato Brasileiro.

"O Náutico ainda vai tirar pontos de muita gente boa lá na frente", ressaltou Borges. Segundo o comandante da equipe, os jogadores mostraram maturidade dentro de campo e conseguiram conduzir bem a partida, mesmo com muita pressão por uma vitória.

Fernandão encara a defesa do Náutico pelo alto na Fonte Nova
Romildo de Jesus/iG Bahia
Fernandão encara a defesa do Náutico pelo alto na Fonte Nova

"Nós temos que notar a maturidade da equipe. Em um momento que nós tínhamos a obrigação e a pressão para ganhar, o time jogou de maneira madura e de forma organizada", elogiou. "A equipe vem crescendo. Em um campeonato forte e equilibrado, a gente tem que ter essa maturidade para controlar a ansiedade", completou.

No entanto, a partida não rendeu apenas elogios e o treinador também observou alguns erros da equipe, como a baixa posse de bola em alguns momentos. "É um jogo que, com 2 a 0, a gente poderia ter um controle maior, se a gente tivesse uma melhor posse de bola. Nos fechamos bem, mas poderia ser melhor com a posse de bola", observou.

Na partida contra o Náutico, Cristóvão Borges também aproveitou para testar a zaga com Demerson e Lucas Fonseca. A dupla agradou. "De uma forma geral, temos um grupo bom. O que ficamos mais satisfeitos é que os jogadores têm a oportunidade e dão uma resposta boa. Com as competições simultâneas, vamos precisar disso mais ainda", respondeu quando perguntado pela nova experiência na defesa.

O treinador também demostrou satisfação com a apresentação de Mádson, embora tenha reconhecido que o atleta ainda pode melhorar. "Eu estou satisfeito com ele. Ele vai aparecer muito mais do que agora, isso é natural. A equipe passou por um momento de instabilidade e tem gente que sente mais e outros menos", ponderou.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.