Botafogo e Atlético-PR colocam bom momento no Brasileirão à prova

Por Gazeta |

compartilhe

Tamanho do texto

O time carioca espera retornar à liderança. Já os paranaenses não querem perder o G4 de vista

Atravessando um grande momento no Campeonato Brasileiro, Atlético-PR e Botafogo se enfrentam neste domingo, em Curitiba, pela 16ª rodada da competição. O Alvinegro, com 29 pontos, briga pela ponta da tabela com o Cruzeiro, que venceu no sábado, enquanto o Furacão, com 24 pontos, planeja seguir flertando com o G-4.

Vitor Silva/SSPress
Oswaldo de Oliveira, técnico do Botafogo

Os dois times não perdem há oito partidas neste Brasileirão. Oswaldo de Oliveira, técnico do Botafogo, conversou com seus jogadores sobre a importância do respeito ao rival justamente por conta de seu histórico no Brasileirão.

Veja como está a classificação atualizada do Brasileirão

"O Atlético-PR é um time a se respeitar, pois, em uma competição equilibrada como é o Brasileiro, com certeza qualquer invencibilidade mais longa chama a nossa atenção. Vamos para uma partida entre duas equipes que se equivalem, que passam por um grande momento e que deverão fazer um confronto bem equilibrado. Respeitamos o nosso rival, mas sabemos que temos condições de ganhar", afirmou Oswaldo.

Em relação à maneira como deve se comportar em campo, o elenco botafoguense prega uma postura ofensiva, pois o desejo de vitória permite correr riscos.

"O Botafogo conseguiu uma alta pontuação até este momento no Campeonato Brasileiro justamente porque a gente em nenhum momento deixou de procurar a vitória, mesmo jogando longe do Rio de Janeiro em algumas ocasiões. Claro que a gente respeitará o Atlético-PR, a sua boa campanha e a qualidade de seus jogadores. Mas o Botafogo chega em Curitiba com o pensamento de conquistar três pontos e vamos em busca disso, mesmo que para isso tenhamos que colocar em risco um ponto do empate", alertou o volante Marcelo Mattos.

Em termos de escalação o Botafogo não terá o lateral esquerdo Julio Cesar, que vai cumprir suspensão por conta do terceiro cartão amarelo recebido na vitória de 3 a 1 sobre a Portuguesa. Lima será o seu substituto. O meia Seedorf, poupado na vitória de 4 a 2 sobre o Atlético-MG pela Copa do Brasil, reaparece no posto de Alex.

Bruno Baggio/Site Oficial
Vagner Mancini, técnico do Atlético-PR

A derrota para o Palmeiras na última quarta-feira, pela Copa do Brasil, a primeira de Vagner Mancini no comando do Furacão, não abalou o time, que segue com chances reais de classificação. Desta vez o duelo será contra um time que já está no G-4, o que aumenta a responsabilidade da equipe que deseja encostar de vez nos líderes.

A tarefa, entretanto, não será fácil, e o próprio comandante rubro-negro já alertou que o entrosamento do adversário será um fator importante em suas escolhas para definir o sistema de jogo, que deve trazer um time bem postado na defesa, apostando na velocidade do ataque.

"O Botafogo tem uma equipe muito bem armada, que está jogando um grande futebol neste Campeonato Brasileiro e não chegou para esta rodada líder por acaso. Estou passando os últimos dias tentando entender como joga esse time e espero ter transmitido aos meus jogadores as melhores instruções para que a gente consiga ter sucesso", avaliou.

Em relação ao time, o meia Paulo Baier, poupado no meio de semana, retorna naturalmente a sua vaga para a saída de Elias. O lateral direito Léo cumprirá suspensão pelo terceiro cartão amarelo e será substituído por Jonas. Na proteção da zaga, volante Bruno Silva retorna após ficar de fora contra o Verdão por já ter atuado pelo Ponte Preta na competição. A única indefinição está no ataque, sempre coma possibilidade da efetivação de Éderson no lugar de Dellatorre.

FICHA TÉCNICA
ATLÉTICO-PR X BOTAFOGO

Local: Estádio Durival Britto e Silva, Curitiba (PR)
Data: 25 de agosto de 2013, domingo
Horário: 18h30 (de Brasília)
Árbitro: Wagner Reway (MT)
Assistentes: Altemir Hausmann (RS) e Emerson Augusto de Carvalho (SP)

ATLÉTICO-PR: Weverton; Jonas, Manoel, Luiz Alberto e Pedro Botelho; Bruno Silva, Zezinho, Everton e Paulo Baier; Marcelo e Dellatorre (Éderson)
Técnico: Vagner Mancini

BOTAFOGO: Jéfferson, Gilberto, Dória, Bolívar e Lima; Marcelo Mattos, Gabriel, Seedorf, Lodeiro e Vitinho; Rafael Marques
Técnico: Oswaldo de Oliveira

Leia tudo sobre: botafogoatlético-prbrasileirão

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas