Cruzeiro bate a Ponte Preta em Campinas e reassume liderança do Brasileirão

Por Gazeta |

compartilhe

Tamanho do texto

Os mineiros, porém, podem perder a ponta da tabela em caso de vitória do Botafogo diante do Atlético-PR, neste domingo

Um dos principais candidatos ao título do Campeonato Brasileiro desta temporada, o Cruzeiro segue sua caminhada rumo ao troféu nacional. Neste sábado, o time mineiro enfrentou a Ponte Preta, no estádio Moisés Lucarelli, e garantiu triunfo por 2 a 0, em partida válida pela 16ª rodada. Dedé, aos 23 minutos do primeiro tempo, e Borges, aos 27 minutos da etapa complementar, garantiram a vitória.

Veja como está a classificação atualizada do Campeonato Brasileiro

Com este resultado, o Cruzeiro chegou aos 31 pontos no Campeonato Brasileiro, ultrapassou o Botafogo (29 pontos) e reassumiu a liderança da competição nacional. No entanto, o time carioca pode voltar ao primeiro lugar neste domingo, já que enfrenta o Atlético-PR, no estádio Durival de Britto. Já a Ponte Preta cai para 16ª posição, com 16 pontos.

O Cruzeiro segue a disputa do Campeonato Brasileiro no próximo domingo, às 18h30 (de Brasília), quando mede forças com o Vasco, no Mineirão. Antes disso, o time comandado por Marcelo Oliveira enfrenta o Flamengo, nesta quarta-feira, às 21h50 (de Brasília), no Maracanã, em partida válida pelas oitavas de final da Copa do Brasil. No primeiro embate, vitória por 2 a 1 do clube de Belo Horizonte.

A Ponte Preta, por sua vez, entra em campo no próximo sábado, às 18h30 (de Brasília), para duelar com Grêmio, na Arena. Entretanto, nesta terça-feira, às 19h30, a equipe campineira confronta o Criciúma, no Moisés Lucarelli, pela Copa Sul-americana. No primeiro jogo, triunfo por 2 a 1 do time comandado por Paulo César Carpegiani.

Miguel Schincariol/Gazeta Press
Dedé abriu o placar na vitória do Cruzeiro diante da Ponte Preta

O jogo
Em busca de reassumir a liderança do Campeonato Brasileiro, o Cruzeiro começou o embate deste sábado tentando se impor diante da Ponte Preta, mesmo atuando fora de casa. Escalado com quatro jogadores no meio-campo, o time mineiro conseguiu vantagem na região central do gramado e foi melhor que o adversário nos minutos iniciais.

Acuada nos primeiros minutos, a equipe comandada por Paulo César Carpegiani começou a chegar com maior frequência ao campo de ataque a partir dos 15 minutos. Entretanto, aos 23 minutos, Dedé aproveitou escanteio cobrado por Souza, subiu mais alto do que a zaga campineira e cabeceou no canto direito de Roberto. O goleiro tentou, mas não conseguiu evitar o gol dos visitantes.

Equilibrado, o embate não teve grandes oportunidades durante o primeiro tempo e os times mostraram pouca criatividade no setor ofensivo. A Ponte Preta contava com constantes subidas dos alas Uendel e Régis, mas não era capaz de assustar o goleiro Fábio. O Cruzeiro, por sua vez, trocava passes lentamente e administrava a vantagem.

Antes do final do primeiro tempo, o volante Souza deixou o gramado de maca, aos 43 minutos, por causa de problemas físicos. O jovem Lucas Silva, de 20 anos, foi chamado para entrar em seu lugar. Dedé também apontou dores no tornozelo esquerdo, mas não precisou ser substituído por Marcelo Oliveira.

Na volta para a etapa complementar, Carpegiani mostrou clara insatisfação com o desempenho de seu time e fez duas alterações de uma vez só. Magal saiu para entrada do peruano Ramírez, enquanto Dennis deu lugar a Rafinha. No Cruzeiro, Everton, aos 15 minutos, sentiu dores musculares na coxa direita e foi substituído por Egídio.

As mudanças surtiram efeito e a Ponte Preta ganhou mais movimentação no meio de campo. Apesar da melhora, Carpegiani continuou insatisfeito e, aos 18 minutos, tirou o zagueiro Diego Sacoman para colocar o meio-campista Giovanni. No entanto, a dificuldade em chegar ao gol do Cruzeiro continuou.

Em dia pouco inspirado, o Cruzeiro teve oportunidade de ampliar o marcador depois de boa tabela entre Ricardo Goulart e Borges, mas o centroavante finalizou nas mãos de Roberto. Aos 27 minutos, porém, o camisa 9 recebeu na grande área, girou diante do zagueiro adversário e, de perna direita, estufou as redes do goleiro Roberto, dando números finais ao jogo.

FICHA TÉCNICA
PONTE PRETA 0X2 CRUZEIRO

Local: Estádio Moisés Lucarelli, em Campinas (SP)
Data: 24 de agosto de 2013, sábado
Horário: 18h30 (de Brasília)
Árbitro: Wilton Pereira Sampaio (GO)
Assistentes: Rodrigo Pereira Jóia (RJ) e Márcia Bezerra Lopes Caetano (RO)
Cartões amarelos: Souza e Ricardo Goulart (Cruzeiro); Uendel e Rafinha (Ponte Preta)
Gol: Dedé, aos 23 minutos do primeiro tempo, e Borges, aos 27 minutos do segundo tempo

PONTE PRETA: Roberto; Cesar, Betão e Diego Sacoman (Giovanni); Régis, Magal (Ramírez), Fernando Bob, Chiquinho e Uendel; Rildo e Dennis (Rafinha)
Técnico: Paulo César Carpegiani

CRUZEIRO: Fábio; Ceará, Dedé, Bruno Rodrigo e Everton (Egídio); Nilton, Souza (Lucas Silva), Ricardo Goulart e Everton Ribeiro; Willian e Borges
Técnico: Marcelo Oliveira

Leia tudo sobre: cruzeiroponte pretabrasileirão

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas