Vadão não resiste à má campanha e é demitido do Criciúma

Por Gazeta |

compartilhe

Tamanho do texto

Ainda sem nenhum nome engatilhado para substituir Vadão, o Criciúma será comandado de forma interina neste sábado, às 21 horas (de Brasília), no jogo contra o Coritiba

Vadão não é mais o treinador do Criciúma. Após uma sequência negativa no Campeonato Brasileiro e derrota dentro de casa para a Ponte Preta pela Copa Sul-americana, o comandante não resistiu e foi demitido do clube catarinensena manhã desta sexta-feira.

O anúncio foi feito pelo diretor executivo de futebol do Criciúma, Cícero Souza, em pronunciamento oficial na sala de imprensa do clube. O dirigente não permitiu questionamentos, e falou ininterruptamente  por dois minutos.

Fernando Ribeiro/Criciuma E.C.
Vadão não treina mais o Criciúma

"Em nome do Criciúma Esporte Clube, viemos oficialmente comunicar o desligamento do treinador Oswaldo Alvarez junto com mais dois membros da comissão técnica, Vaguinho, auxiliar técnico, e Luís Fernando (Goulart), preparador físico. Acreditamos que todo o clube tentou por algum tempo dar toda estrutura de trabalho, oferecer toda a carga necessária para uma boa condição de serviço, e este ciclo, hoje pela manhã, se encerrou", disse, antes de agradecer o ex-treinador pelo trabalho realizado na equipe catarinense.

"Em nome de toda a diretoria, além de comunicar o desligamento do professor Vadão, gostaria de agradecer os serviços prestados por um profissional que eu não tinha trabalhado ainda, de caráter e de uma personalidade inconfundível e até incomum dentro do futebol. Para todos os profissionais de imprensa que aqui estão, vocês vão entender bem o pesar que é de se desligar de um profissional da capacidade e ética que tem o professor Vadão", completou.

'Foi a pior partida que fizemos', diz Vadão após derrota para Ponte Preta

Ainda sem nenhum nome engatilhado para substituir Vadão, o Criciúma será comandado de forma interina neste sábado, às 21 horas (de Brasília), no jogo contra o Coritiba, no Heriberto Hulse, pelo auxiliar Sílvio Criciúma. Apesar disso, Cícero Souza garantiu que a diretoria do Tigre já observa o mercado de treinadores.

"A partir de agora estamos direcionando todas as nossas atenções ao mercado de treinadores, buscando alguém dentro do perfil que estamos desenhando. No momento mais oportuno, quando tivermos concretizado esta operação, vamos passar para a imprensa e divulgá-lo. Contudo, o nosso foco principal está na partida de amanhã", revelou.

No Criciúma desde fevereiro, Vadão comandou a equipe em 34 partidas, com aproveitamento de apenas 44,1%. Faturou o título catarinense no primeiro semestre, mas venceu apenas uma das últimas sete partidas no Campeonato Brasileiro, e deixa o Tigre na zona de rebaixamento, com apenas 14 pontos em 15 rodadas, na 17ª posição. O pior momento, no entanto, foi amagado no último mês. Após a Copa das Confederações, o Tricolor possui apenas 27,7% de aproveitamento nas 12 partidas disputadas.

Leia tudo sobre: CriciúmaVadãoBrasileirão

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas