D'Alessandro, Scocco e Forlán marcaram para o time de Dunga e gaúchos praticamente asseguraram vaga nas quartas da Copa do Brasil

D'Alessandro comemora gol do Inter sobre o Salgueiro
Edu Andrade / Fatopress/Gazeta Press
D'Alessandro comemora gol do Inter sobre o Salgueiro

Com gols dos argentinos D’Alessandro e Scocco e do uruguaio Forlán o Internacional derrotou o Salgueiro por 3 a 0 nesta quinta, no Estádio do Vale, pela partida de ida das oitavas de final da Copa do Brasil. O jogo foi disputado sob forte chuva e frio, especialmente no segundo tempo. Com o resultado, o Colorado será eliminado apenas se perder por quatro gols de diferença na partida de volta, no interior pernambucano.

Deixe o seu recado e comente esta notícia com outros torcedores

Depois de um começo de jogo onde até conseguiu controlar a pressão do Inter, o Salgueiro foi recuando e acabou o primeiro tempo no 0 a 0 por bem mais sorte que juízo, já que o Colorado perdeu uma infinidade de gols nos minutos finais. No começo do segundo tempo, a equipe gaúcha enfim abriu o placar, em gol de pênalti de D’Alessandro. O gol diminuiu a pressão sobre o time de Dunga, que ampliou a vantagem com Scocco e Forlán, chegando a uma vantagem sólida.

As duas equipes voltam a se enfrentar na quinta que vem, em Salgueiro. O Internacional volta a campo domingo, também no Vale, pelo Brasileiro, contra o Goiás. Já o Salgueiro decide sua sorte na Série D fora de casa, contra o Parnahyba. Com um empate, a equipe pernambucana se classifica para as oitavas.

O jogo
De última hora, o Internacional perdeu seu goleiro titular, Muriel, lesionado. Alisson, seu irmão, atuou. O técnico Dunga surpreendeu ao colocar Ygor na lateral direita, passando Jorge Henrique para o meio, atuando num losango, pelo lado direito, com Fabrício do lado esquerdo. E foi justamente Fabrício, aos cinco minutos, que levou perigo pela primeira vez, em chute cruzado que passou raspando.

Aos oito, a segunda grande chance perdida pelo Inter. D’Alessandro chutou de fora da área, Mondragon não conseguiu segurar e Jorge Henrique pegou o rebote soltando uma bomba no travessão. Passada a pressão inicial, o Salgueiro conseguiu conter o ímpeto colorado nos minutos seguintes. Novo arremate perigoso só aos 19 minutos, com Forlán, de fora da área, ao lado do gol.

O uruguaio levaria perigo novamente aos 26, tentando gol olímpico, mas Mondragon espalmou, com dificuldade. Aos 27, o primeiro chute do Salgueiro, com Fabrício Ceará, mas Alisson defendeu sem problemas. A maior chance pernambucana foi aos 30: Daniel cobrou falta ao lado da área direto para o gol e acertou o travessão.

O lance acordou o Inter, que partiu com tudo para cima do Salgueiro. Aos 34, Forlán bateu de canhota e raspou o travessão. Três minutos depois, Mondragon saiu e evitou um gol que parecia certo de Fabrício. O Salgueiro quase marcou com Fabrício Ceará aos 38, mas o Colorado voltou à carga. Aos 42, Jorge Henrique quase fez um golaço após bela troca de passes. No minuto seguinte, D’Alessandro chutou raspando a travessão.

Aos 48, a melhor de todas as chances: Fabrício entrou livre e cruzou para Damião, que chutou em cima do zagueiro, quase dentro do gol, e a bola saiu em tiro de meta. O primeiro tempo acabou com pressão colorada, muita chuva, vento e frio, clima ao qual o Salgueiro está desacostumado.

Na volta do intervalo, o técnico Dunga colocou Scocco no lugar de Ygor, visando dar maior ofensividade ao seu time. Logo em sua primeira chegada na etapa final, o Inter conseguiu um pênalti, com Leandro Damião sendo derrubado dentro da área por Alemão. D’Alessandro bateu e fez 1 a 0, para alívio dos colorados em Novo Hamburgo. Dois minutos depois, quase o segundo: Damião aproveitou falha de Raniery, mas chutou na rede pelo lado de fora.

Com total domínio das ações, o Inter quase ampliou aos 12, com D’Alessandro lançando Forlán na área. O uruguaio chutou para ótima defesa de Mondragon. Na pressão, o time gaúcho chegou ao segundo gol aos 21: Forlán cruzou para a área, o goleiro do Salgueiro saiu errado e Scocco aproveitou, escorando para o gol vazio: 2 a 0.

Com boa vantagem, o Inter seguiu muito mais perto de ampliar que de sofrer o gol de desconto. Aos 31, Ronaldo Alves ganhou por cima após escanteio e cabeceou com perigo. Aos 38, Forlán recebeu de Scocco e chutou com muito perigo. O uruguaio faria o seu aos 42, novamente em passe de Scocco, de cabeça. Foi o 17º gol de Forlán em 2013, artilheiro do Inter na atual temporada. No último lance do jogo, Alex acertou uma bomba no travessão, quase fazendo o quarto.

FICHA TÉCNICA
INTERNACIONAL 3 x 0 SALGUEIRO

Local: Estádio do Vale, em Novo Hamburgo (RS)
Data: 22 de agosto de 2013, quinta-feira
Horário: 19h30 (de Brasília)
Árbitro: Alício Pena Júnior (MG)
Assistentes: Rodrigo Henrique Corrêa (RJ) e Cristhian Passos Sorence (GO)
Cartões amarelos: D’Alessandro e Leandro Damião (Internacional); Mondragon, Moreilândia, Alemão e Fabrício Ceará (Salgueiro)

Gols: INTERNACIONAL: D’Alessandro, de pênalti, aos 3, Scocco, aos 21, e Forlán, aos 42 minutos do segundo tempo

INTERNACIONAL: Muriel; Jorge Henrique, Ronaldo Alves, Juan e Kleber (Alex); Ygor (Scocco), Willians, Fabrício e D’Alessandro; Forlán e Leandro Damião (Otávio)
Técnico: Dunga

SALGUEIRO: Mondragon; Tamandaré, Alemão, Raniery e Daniel; Pio, Moreilândia (Rodolfo), Victor Caicó e Alexson (Sudo); Yerien (Canga) e Fabrício Ceará
Técnico: Marcelo Chamusca

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.