Botafogo e Atlético-MG duelam tentando acreditar em falta de prioridades

Por Gazeta |

compartilhe

Tamanho do texto

Líder do Brasileirão e campeão da Libertadores fazem último duelo de ida das oitavas de final da Copa do Brasil nesta quinta

Botafogo e Atlético-MG se enfrentam nesta quinta-feira, às 21h50(de Brasília), no Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ), pela rodada de ida das oitavas de final da Copa do Brasil. As duas equipes garantem que a competição é uma das suas prioridades, embora isso apenas o tempo vá dizer. O time carioca está indo muito bem no Campeonato Brasileiro, onde lidera com 29 pontos após aplicar 3 a 1 na Portuguesa no fim de semana. Enquanto isso, os mineiros vêm de uma conquista de Copa Libertadores e, com o elenco desgastado, precisam ficar atento para se afastar logo do risco de rebaixamento e não perder peças importantes para o Mundial de Clubes da Fifa, programado para dezembro.

Vitor Silva/SSPress
Seedorf, meia do Botafogo

Com essa realidade, as duas equipes tentam se convencer de que a Copa do Brasil realmente é uma das prioridades para esta temporada. Pelo menos isso está presente no discurso dos dois times.

- Queremos muito a conquista de um título nacional esse ano para a torcida do Botafogo, que tem abraçado o time. Portanto, a Copa do Brasil não pode ser desprezada, muito pelo contrário. Temos equipe para lutarmos pelo título, para brigarmos em duas frentes, um elenco qualificado. Hoje contamos com muitos jovens das categorias de base. Na reserva estão jogadores do nível de um André Bahia, Renato, enfim, temos como brigar bem no Brasileirão e também na Copa do Brasil - garantiu o goleiro Jéfferson, capitão do Botafogo.

Os atleticanos seguem a mesma linha de raciocínio.

- Nós sabemos que podemos brigar pelo título da Copa do Brasil e nos recuperarmos no Campeonato Brasileiro. O Atlético Mineiro conseguiu montar um elenco de grande qualidade técnica e isso, por si só, nos credita a brigar pelo título - disse o atacante Jô.

Edu Andrade/Fatopress/Gazeta Press
Fernandinho foi expulso contra o Inter, mas deve ser uma das armas contra o Botafogo

Para concretizar o sonho de seu colega de Atlético, o goleiro Victor sabe que o time mineiro precisará repetir na Copa do Brasil a mesma postura exibida na conquista da Copa Libertadores.

- Acredito que também teremos muita adrenalina na Copa do Brasil, pois os melhores times do país estão jogando. Mas tudo o que passamos na Copa Libertadores nos faz acreditar que estamos vacinados para disputarmos esse tipo de competição, com mata-mata. Portanto, a confiança é grande em brigarmos pela conquista desse título também - disse Victor.

Se o Atlético confia no que fez na Libertadores, o Botafogo aposta no bom retrospecto na temporada e na grande campanha que vem fazendo no Brasileirão. Porém, os botafoguenses estão atentos a algumas características bem específicas da Copa do Brasil, como a importância de não se levar gols em casa.

- A Copa do Brasil é uma competição diferente, pois sabemos que temos que ganhar sem sofrer gols. No Campeonato Brasileiro, se o ataque faz mais gols que a defesa em um jogo, está tudo bem, pois o importante é apenas somar pontos. Na Copa do Brasil não podemos levar gols em casa, e é nisso que vamos precisar nos ligar contra o Atlético Mineiro - afirmou o zagueiro Bolívar.

Em termos de escalação o Botafogo conta com força máxima para esta partida e a tendência é que Oswaldo de Oliveira mantenha a base que vem liderando o Campeonato Brasileiro. Porém, como a formação ainda não foi divulgada o treinador pode surpreender e poupar algumas peças.

No Atlético, em relação ao time que empatou sem gols com o Internacional no fim de semana, Cuca terá o retorno do lateral direito Marcos Rocha, que cumpriu suspensão e volta na vaga de Michel. O atacante Diego Tardelli, que está em processo de recuperação de uma lesão na coxa esquerda, ainda não foi relacionado e sequer viajou com a delegação. Já o atacante Guilherme, livre de uma lesão na coxa direita, estará no banco de reservas.

FICHA TÉCNICA - BOTAFOGO-RJ X ATLÉTICO-MG

Local: Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)
Data: 22 de agosto de 2013 (Quinta-feira)
Horário: 21h50(de Brasília)
Árbitro: Paulo Henrique Godoy Bezerra (SC)
Assistentes: Herman Brumel Vani (SP) e Celso Barbosa de Oliveira (SP)

BOTAFOGO: Jéfferson, Gilberto, Dória, Bolívar e Julio Cesar; Marcelo Mattos, Gabriel, Seedorf, Lodeiro e Vitinho; Rafael Marques
Técnico: Oswaldo de Oliveira

ATLÉTICO-MG: Victor, Marcos Rocha, Leonardo Silva, Réver, Junior César; Pierre, Josué, Ronaldinho Gaúcho e Fernandinho; Luan e Jô
Técnico: Cuca

Leia tudo sobre: botafogoatlético-mgcopa do brasil

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas