Palmeiras é multado por briga entre organizadas em Guaratinguetá

Por Gazeta |

compartilhe

Tamanho do texto

Clube corria risco de perder mando de campo, mas terá de pagar R$ 10 mil por incidente

A confusão causada por membros da Mancha Alviverde e da Torcida Uniformizada do Palmeiras (TUP) em 27 de julho, no empate com o Guaratinguetá no Vale do Paraíba, não gerou prejuízo técnico ao Palmeiras. O Superior Tribunal de Justiça Desportiva julgou o caso nesta terça-feira e optou apenas por multa de R$ 10 mil ao clube.

Comente esta notícia com outros torcedores

O Palmeiras acabou sendo punido com a pena mínima e pode respirar aliviado. Como era reincidente - mandou jogos no ano passado e neste ano fora da capital por ações de torcedores -, a equipe corria o risco de perder até dez mandos de campo e receber multa de até R$ 100 mil.

Embora tenha sido visitante no estádio Dario Rodrigues Leite, no qual o time empatou por 1 a 1 pela Série B do Brasileiro deste ano, o Palmeiras teria que responder pelos atos de seus fãs e viu dois auditores votaram pela perda de três mandos e multa de R$ 10 mil. Mas a maioria optou pela pena minimiza.

Quem também escapou de punição maior foi Ronny. O meia-atacante foi expulso diante do Guaratinguetá e passou por julgamento em relação a uma agressão ao goleiro adversário, mas pegou a pena de um jogo, já cumprida automaticamente na rodada seguinte.

Leia tudo sobre: palmeirasstjdpunição

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas