Enquadrado por agressão física por causa de sua expusão no empate por 2 a 2, lateral direito do Joinville foi apenas advertido pelo Tribunal

Expulso no empate por 2 a 2 entre Joinville e Chapecoense , no último dia 13 de julho, em partida válida pela oitava rodada do Brasileirão da Série B, o lateral direito Eduardo está livre de sofrer punição. Nesta quarta-feira, o atleta do time tricolor compareceu ao STJD (Superior Tribunal de Justiça Desportiva), no Rio de Janeiro, e escapou de cumprir pena de quatro a 12 partidas.

Enquadrado no artigo 254-A (agressão física) do CBJC (Código Brasileiro de Justiça Desportiva), o lateral direito foi acompanhado pelo advogado do clube, Roberto Pugliese Júnior. Depois dos argumentos de defesa, o órgão disciplinar optou por apenas advertir o atleta.

A expulsão no embate catarinense aconteceu aos 29 minutos do segundo tempo, quando o Joinville ainda vencia por 2 a 1. Em lance de disputa pelo lado direito, o árbitro Rodrigo D’Alonso Ferreira apontou cotovelada do lateral no volante Paulinho Dias e mostrou o cartão vermelho.

"Fico feliz pela decisão. No lance, pensei somente em proteger a bola, jamais com a intenção de atingir o adversário. Estou motivado para entrar em campo e ajudar a equipe a conseguir mais uma vitória diante do torcedor", disse o jogador.

Com a advertência, Eduardo está liberado para o confronto entre o clube catarinense e São Caetano, nesta sexta-feira, às 21h (de Brasília), na Arena Joinville, em partida válida pela 17ª rodada da segunda divisão nacional. O Joinville ocupa a sétima colocação na tabela de classificação, com 24 pontos.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.