Quando dirigia o Santos, treinador proibiu o atacante de bater um pênalti, fato que gerou briga entre os dois, ainda no gramado da Vila Belmiro

Neymar xingou Dorival Júnior durante partida do Santos no Brasileirão de 2010 por ter sido proibido pelo treinador de bater um pênalti
Getty Images
Neymar xingou Dorival Júnior durante partida do Santos no Brasileirão de 2010 por ter sido proibido pelo treinador de bater um pênalti

Quase três anos após trocar xingamentos com Dorival Júnior em uma partida pelo Santos no Campeonato Brasileiro, Neymar entrará em campo para a primeira final com a camisa do Barcelona. O craque brasileiro terá pela frente o Atlético de Madri na Supercopa da Espanha na tarde desta quarta-feira e o ex-técnico santista relembrou a discussão de 2010 para exaltar o crescimento do atacante.

Neymar é a grande aposta do Barcelona para manter domínio na Espanha

"Fico muito contente por vê-lo no Barcelona e já disputando uma final. Aquilo foi importante, proporcionou crescimento profissional para ambos. Faria igual hoje, não mudaria minha postura. Fico satisfeito pela atitude, porque a evolução que ele teve foi muito grande. Mas também sei que minha contribuição foi mínima, pois se trata de um jogador fora de série, de alto nível e que naturalmente alcançaria o momento que vive agora pelas qualidades que tem", ressaltou o atual comandante do Vasco da Gama.

No dia 15 de setembro daquele ano, o Santos venceu o Atlético-GO por 4 a 2 em partida eletrizante na Vila Belmiro, mas o último gol da equipe iniciou grandes problemas internos. Neymar pediu para cobrar o pênalti sofrido por Léo e passou a brigar pela bola. Quando Dorival ordenou do banco de reservas que o camisa 11 não batesse, os dois iniciaram atrito, que se estendeu até o final do jogo.

Neymar vai dar certo no Barcelona? Comente e opine

Em 2013, Neymar acabou com qualquer desconfiança de que casos de indisciplina pudessem atrapalhar sua ascensão na carreira. Isso porque conquistou a Libertadores, comandou a conquista do tetracampeonato da Copa das Confederações com a Seleção Brasileira e foi negociado com o Barcelona por valores históricos no País: 57 milhões de euros (R$ 158 milhões).

Dorival Júnior teve vida curta na Vila após a discussão. Trocou o Peixe pelo Atlético-MG, passou por Internacional e Flamengo e desembarcou no Vasco para a disputa da Série A deste ano para fazer belo trabalho. Ganhou status entre os técnicos e é um dos pilares da recém-criada Federação Brasileira dos Treinadores de Futebol (FBTF), comprovando os efeitos positivos da briga de quase três anos atrás.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.