Com um jogo a menos que o time paulista, equipe catarinense fica a quatro pontos de distância na tabela da Série B

América-MG e Chapecoense fizeram jogo atrasado da nona rodada da Série B, nesta terça-feira, na Arena Condá. Dentro de campo, o equilíbrio prevaleceu durante boa parte do jogo, mas algumas falhas defensivas da equipe mineira custaram o resultado em Chapecó. O time da casa venceu por 2 a 0, e se aproximou um pouco mais do líder Palmeiras, chegando aos 36 pontos.

Confira classificação, tabela de jogos e artilharia da Série B do Campeonato Brasileiro

O primeiro gol do jogo foi anotado por Athos, que aproveitou uma bobeada incrível dos dois zagueiros do América-MG para fuzilar o goleiro Matheus. No segundo tempo, o matador Bruno Rangel ganhou da zaga com facilidade e não perdoou. O revés fora de casa impede o Coelho de chegar ao G4 da Série B, já que o time mineiro ficou estacionado nos 26 pontos, na quinta colocação.

Na sequência do Campeonato Brasileiro da Série B, o América-MG vai visitar o Atlético-GO, sábado, no Serra Dourada, em Goiânia. Já a Chapecoense terá compromisso contra o Bragantino, partida também no sábado, no interior paulista.

O jogo

O duelo entre catarinenses e mineiros começou de forma morna, mas aos poucos, a Chapecoense começou a agredir mais que o América-MG, que exerceu marcação forte e também tentou o ataque, não deixando que os donos da casa ditassem as regras do confronto. A disputa de bola no meio-campo prevaleceu em boa parte do primeiro tempo.

A história da partida poderia mudar aos 18 minutos, quando o atacante Willians recebeu ótima assistência de Nikão e tentou marcar um gol de placa, com um toque por cobertura, mas o goleiro Nivaldo foi mais esperto e fez a defesa. O Verdão do Oeste e o Coelho insistiram muito pelas jogadas pelo meio, mas as tentativas surtiram pouco efeito.

Percebendo a dificuldade, o técnico Paulo Comelli tentou usar os lados do campo, o time mineiro, porém, encontrou dificuldades na troca de passes no campo ofensivo. Em bobeada da equipe americana, a Chapecoense encontrou espaço para um arremate de média distância com Fabiano, que obrigou Matheus a se esticar todo para fazer a defesa e evitar a abertura do marcador.

A jogada serviu para levantar a torcida nas arquibancadas da Arena Condá. Com o apoio do torcedor, a equipe catarinense passou a pressionar mais os visitantes. Como prêmio pela insistência, a Chapecoense chegou ao gol. Aos 37, a zaga do América-MG falhou bisonhamente, a bola sobrou nos pés de Athos, que teve tranquilidade para finalizar na saída de Matheus, abrindo o placar em Chapecó.

Logo no começo do segundo tempo, o Coelho desperdiçou chance clara de empatar o jogo. Nikão foi à linha de fundo e cruzou na medida para o avante Marcão, que dentro da pequena área, e sem goleiro, conseguiu mandar sobre o travessão. Após o susto, a Chapecoense passou a marcar atrás da linha da bola, aguardando os visitantes para contra-atacar.

Com essa estratégia, os donos da casa permitiram o time do técnico Paulo Comelli ter maior posse de bola e imprimir um ritmo mais acelerado ao jogo. Sem conseguir chegar ao gol, a equipe de Belo Horizonte passou a errar alguns passes, demonstrando nervosismo. Estrela da companhia, o armador Rodriguinho se esforçou muito, mas foi bem marcado e teve dificuldades.

Em uma das poucas chegadas da Chapecoense, o faro de artilheiro de Bruno Rangel apareceu, e aos 23, o atacante ganhou dividida com o zagueiro Vitor Hugo e mandou para as redes. Se antes do segundo gol, o Verdão do Oeste apenas se defendia, com o marcador dilatado o time de Gilmar dal Pozzo praticamente se abdicou do ataque e comemorou o triunfo segurando o América-MG até o fim.

FICHA TÉCNICA -  CHAPECOENSE 2 X 0 AMÉRICA-MG

Local: Estádio Arena Condá, em Chapecó (SC)
Data: 20 de agosto de 2013, terça-feira
Horário: 21 horas (de Brasília)
Árbitro: Gilberto Rodrigues Castro Júnior (PE)
Assistentes: Luciano Roggenbaum (PR) e Arestides Pereira da Silva Júnior (PR)
Cartões amarelos: Wanderson, Danilinho, Diego Felipe, Paulinho Dias (Chapecoense); Nikão, Leandro Silva (América-MG)
Cartão vermelho: Wanderson (Chapecoense)
Gols: CHAPECOENSE: Athos, aos 37 minutos do primeiro tempo; Bruno Rangel, aos 23 minutos do segundo tempo

CHAPECOENSE: Nivaldo; Fabiano, André Paulino, Rafael Lima e Fabinho Gaúcho; Wanderson, Paulinho Dias, Danilinho (Diego Felipe) e Athos (Soares); Fabinho Alves e Bruno Rangel (Claydson)
Técnico: Gilmar dal Pozzo

AMÉRICA-MG: Matheus; Leandro Silva, Vitor Hugo, Gualberto e Danilo (Bryan); Leandro Ferreira, Claudinei, Nikão e Rodriguinho; Marcão (Fábio Júnior) e Willians (Bady)
Técnico: Paulo Comelli

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.