Para Fernando Prass, o fato de entrar em todos os jogos com a obrigação de vencer transforma a segunda divisão mais complicada para o time alviverde

Fernando Prass, goleiro do Palmeiras
SÉRGIO BARZAGHI/GAZETA PRESS
Fernando Prass, goleiro do Palmeiras

Em meio aos comentários que existem mesmo dentro do elenco do Palmeiras  discutindo se o time atual teria condições de fazer uma boa campanha na primeira divisão do Brasileiro, o jogador mais velho do grupo vai além. Fernando Prass avisa que os clubes que estão na Série A enfrentam menos complicações do que na Série B.

Negociação esfria e Wesley já não quer falar mais sobre Atlético-MG

"Acho muito mais fácil jogar a Série A do que a Série B", disse o goleiro, relacionando a pressão para subir como argumento em sua opinião. "O Palmeiras nunca divide a responsabilidade, é sempre obrigado a vencer os 38 jogos. Isso traz um desgaste emocional muito grande, e, com a sequência de jogos, cansa a parte mental também."

A convicção do camisa 25 sobre o assunto se deu há menos de um mês, quando o time empatou com o Guaratinguetá por 1 a 1 no campo cheio de falhas do estádio no Vale do Paraíba. Foi o único dos 11 jogos de invencibilidade da equipe que não terminou com vitória alviverde, e os números não diminuíram as cobranças pelo resultado.

"Podemos estar 30 pontos na frente; se perdermos um jogo, em casa ou fora, a coisa começa a encrespar de novo. Foi assim contra o Guaratinguetá, o único empate entre essas vitórias, e a semana seguinte foi tensa. O Palmeiras está em uma situação na qual não pode relaxar nunca", ensinou, minimizando os duelos contra Atlético-PR, pela Copa do Brasil, como chance de o Palmeiras provar sua qualidade.

"Somos sempre testados. Fomos testados contra Joinville, Icasa, Bragantino, Guaratinguetá... Cada jogo é um teste para nós. Se ganharmos as duas do Atlético-PR e passarmos, depois tem Boa, Ceará, Chapecoense e seremos testados de novo. Aqui é assim: não se pode tirar o pé, temos que provar todos os dias", ensinou.

Independentemente da facilidade de cada campeonato, Prass ressalta a grandeza do clube que defende. "Estamos acostumados a enfrentar times de primeira divisão. O Palmeiras é um time de primeira divisão que está passando pela segunda", simplificou.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.