Jadson perde pênalti e São Paulo fica no empate com Flamengo

Por Gazeta |

compartilhe

Tamanho do texto

Meia foi o escolhido para cobrar no lugar de Rogério Ceni, Felipe fez a defesa e garantiu a igualdade que mantém o Tricolor na zona de degola

O São Paulo desperdiçou uma cobrança de pênalti com Jadson, aos 44 minutos do segundo tempo, e ficou no empate por 0 a 0 contra o Flamengo, neste sábado, no estádio Mané Garrincha, em Brasília.

Confira classificação, tabela de jogos e artilharia do Campeonato Brasileiro

Mesmo com Rogério Ceni em campo, Jadson foi o escolhido para fazer a batida para o Tricolor, mas Felipe espalmou, na partida realizada no estádio Mané Garrincha, em Brasília, com mando do clube carioca.

Apesar do empate, o Rubro-negro não aproveitou a oportunidade de tentar se aproximar da zona de classificação para a próxima Copa Libertadores da América, pois tem agora 19 pontos. Já o Tricolor permanece na zona de rebaixamento, em penúltimo lugar, com 11.

O técnico Paulo Autuori, enfim, terá um tempo para treinar o São Paulo, pois não tem compromisso no meio de semana e só volta a campo no domingo, para encarar o Fluminense, no Morumbi. Já o Flamengo joga na quarta-feira, contra o Cruzeiro, pela Copa do Brasil. No Brasileirão, o Rubro-negro duela com o Grêmio, no sábado.

Futura Press
Jadson perdeu pênalti no empate entre Flamengo e São Paulo por 0 a 0 no Distrito federal

O jogo

O São Paulo se arriscou no início da partida em jogadas individuais de Osvaldo, que levou vantagem sobre a marcação nos primeiros lances. Assim, logo no começo, o atacante recebeu lançamento na área, dominou no peito e encontrou boas condições para finalizar, mas a batida saiu fraca. A partir daí, o Flamengo tomou o domínio do confronto.

Depois de boa troca de passes pela esquerda, André Santos cruzou rasteiro para a pequena área, e Nixon chegou no carrinho atrás da defesa, mas não alcançou. O Flamengo percebeu que sua melhor alternativa era avançar pela esquerda e, assim, buscou novamente Nixon na área, desta vez pelo alto. O atacante subiu mais que a defesa são-paulina e cabeceou no canto, exigindo boa defesa de Rogério Ceni.

Pressionado pela péssima fase que atravessa na temporada, o São Paulo tentou recorrer ao mais simples, mostrando pouca confiança para tocar a bola e insistindo em lançamentos diretos. Desta forma, o trabalho da defesa rubro-negra foi facilitado, com a dupla formada por Chicão e González. Mais consistente em campo, o time de Mano Menezes seguiu perigoso, e Rogério Ceni teve de trabalhar em cabeceio de Hernane.

Apesar de mais organizada do que em derrotas recentes, a equipe dirigida por Paulo Autuori deixava transparecer o nervosismo. Aos 30 minutos, o Tricolor balançou as redes, mas a jogada foi anulada. Mais uma vez, Aloísio tocou a mão em cruzamento para a área. A bola entrou no gol, mas o árbitro não validou a jogada e ainda deu cartão amarelo ao atacante.

Nos minutos finais da etapa, o São Paulo se fechou bem atrás e impediu novos avanços do oponente. Mesmo sem alterações no intervalo, o Tricolor voltou com um ímpeto maior para a etapa final. Em menos de dez minutos, Mano Menezes mudou seu time, colocando Paulinho no lugar de Nixon. Na sequência, Autuori também alterou, dando chance a Lucas Evangelista, na vaga de Osvaldo.

As trocas demoraram a surtir efeito, e o Flamengo só ameaçou aos 20 minutos, quando Paulinho chegou à linha de fundo pela direita e rolou atrás para André Santos, que mandou para perto da meta. Em seguida, mais alterações. Marcelo Moreno entrou no posto de João Paulo no Rubro-negro e deixou André Santos na lateral esquerda. Já Ademilson substituiu Aloísio.

O Tricolor melhorou bastante e assumiu o domínio da partida. Jadson fez a assistência para deixar Ademilson de frente para a meta, mas Felipe conseguiu defender. Pouco depois, Wellington tocou por entre as pernas de Luiz Antonio, invadiu a área pela esquerda e bateu forte, para mais uma defesa de Felipe. Com o Rubro-negro acuado, Ademilson levou perigo de novo, pois driblou Chicão e ficou de frente para o gol, mas bateu por cima.

A melhor chance do São Paulo saiu aos 42 minutos, quando o árbitro marcou pênalti de Luiz Antonio sobre Ademilson. Porém, Jadson bateu fraco e facilitou a defesa de Felipe, que assegurou o empate sem gols.

FICHA TÉCNICA
FLAMENGO 0 X 0 SÃO PAULO

Local: Estádio Mané Garrincha, em Brasília (DF)
Data: 18 de agosto de 2013, domingo
Horário: 16h (de Brasília)
Árbitro: Ricardo Marques Ribeiro (MG)
Assistentes: Guilherme Dias Camilo (MG) e Marrubson Melo Freitas (DF)
Cartões amarelos: Nixon, Luiz Antônio (Flamengo). Jadson, Aloísio (São Paulo)

FLAMENGO: Felipe, Luiz Antônio, Chicão, González e João Paulo (Marcelo Moreno); Cáceres, Elias, André Santos e Gabriel; Hernane (Adryan) e Nixon (Paulinho)
Técnico: Mano Menezes

SÃO PAULO: Rogério Ceni; Douglas, Rafael Toloi, Rodrigo Caio e Reinaldo; Wellington, Fabrício (Maicon), Ganso e Jadson; Aloísio (Ademilson) e Osvaldo (Lucas Evangelista)
Técnico: Paulo Autuori

Leia tudo sobre: são pauloflamengobrasileirao

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas