Vadão elogia atuação do Criciúma, mas lembra risco de rebaixamento

Por Gazeta |

compartilhe

Tamanho do texto

Vitória por 3 a 0 diante do Náutico não iludiu o treinador da equipe catarinense

O Criciúma, mais uma vez apoiado pela torcida no Heriberto Hulse, teve ótima atuação diante do Náutico nesta quarta-feira e venceu por 3 a 0 para encerrar série de quatro derrotas consecutivas. Apesar da festa das arquibancadas e da empolgação dos jogadores, o técnico Oswaldo Alvarez preferiu lembrar que o time ainda está na zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro.

Comente esta notícia com outros torcedores

"Ganhamos mais tranquilidade, mas não podemos confundir com zona de conforto. Ainda não estamos tranquilos, ainda estamos na zona (de rebaixamento). O relaxamento natural tem que acontecer hoje e amanhã, a partir de sexta-feira é preciso acender o sinal de alerta", ressaltou o comandante.

Se em relação à posição do Criciúma no Brasileirão, Vadão ainda não consegue demonstrar tranquilidade, sobre o ataque da equipe o treinador respirou aliviado ao ver a permanência de Wellington Paulista. O centroavante teve boa atuação diante do Náutico e encerrou especulações sobre a possibilidade de se transferir para o Internacional.

"O Wellington estava para sair, mas não saiu. Então nós estamos brecando neste momento a busca (por uma peça de reposição). Além disso, o Fabinho já estará à disposição no próximo domingo", destacou Vadão, que também conta com o veloz Lins e o grandalhão Cassiano como opções para o setor ofensivo no atual elenco.


* Com Gazeta

Leia tudo sobre: criciumavadaobrasileirao

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas